sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Adicionar imagem
"A respeitada Corte de Assise (uma corte na França especializada em crimes graves), condenou no dia 07 de outubro de 2005 a 12 anos de prisão um senhor de 66 anos( que já estava preso provisoramente por 1 ano), seguidor antigo da seita conhecida pelo nome de "Testemunha de Jeová", por estuprar e abusar da sua própria filha, por um período de aproximadamente 3 anos. A vítima não tinha 10 anos completos.
Segundo as leis francesas, ele respondeu por "crime de violação (pedofilia e estupro) de filho(a) legítmo menor de 15 anos".

Agora o detalhe é que o acusado foi 'responder' pelo seus atos em 1991,perante à uma comissão de anciãos da congregação local. Ou seja, três homens comuns, que desempenham cargos semelhantes a pastores nas igrejas evangélicas, que a via de regra não tem a competência para julgar tal crime. Na ocasião ele foi desassociado ( uma espécie de isolamento social relativamente curto). Como os anciãos recebem ordens secretas pelos dirigentes da seita para não relatar casos dessa natureza as autoridades, o acusado ficou no anonimato até 2001. Só quando a vítima confidênciou o ocorrido a uma companheira de crença, mas já com idade adulta de 25 anos, é que foi feito então uma queixa formal na polícia de Bordeaux, onde iniciou-se o processo que culminou com a condenação do criminoso.
http://v.i.v.free.fr/
http://extestemunhasdejeova.net/forum/viewtopic.php?f=13&t=174


Categorias:

0 comentários:

Postar um comentário

Esse espaço é para um diálogo construtivo...agressões, palavrões ou mesmo ataques pessoais vão ser solenemente excluídos. Comentários que tem uma base de raciocínio e um desejo sincero para aprofundar sobre os temas citados serão muito bem recebidos e publicados. Seria interessante (não obrigatório)ao postar o usuário se identificar!