sábado, 3 de abril de 2010

A prática da pedofilia é transversal a todas as religiões e todas as culturas. É uma prática abominável e é óbvio que não podemos julgar uma religião por no meio dela se encontrarem pedófilos e violadores ocultos. No entanto, uma religião que tem como objetivo ocultar do público as práticas erradas dos seus membros, como no caso da Igreja Católica, e no fundo proteger os criminosos não está a ser íntegra para com aqueles que depositam neles a sua confiança. O problema na comunidade religiosa das Testemunhas de Jeová é exatamente isto que se tem passado e tem "rebentado" nas notícias nos últimos tempos. Devido ao medo de denunciar alguém, e isso trazer mau nome à Organização de Jeová, o Corpo Governante tem preferido manter no anonimato aqueles que praticam tais crimes. Embora alguns tenham sido desassociados, muitos outros têm permanecido impunes e andado de congregação em congregação, com a conivência da Sociedade Torre de Vigia.
Nas suas revistas "A Sentinela" e "Despertai", a Organização dá a impressão de que está lutando pelo bem-estar das crianças nas congregações, a prática fica bem aquém do que se apregoa. A organização das Testemunhas de Jeová encara a pedofilia como um pecado e atua desta forma. Isto é um grave erro. Pedofilia embora seja um pecado grave, é acima de tudo um CRIME. E aqui é que tem falhado! Um suposto pedófilo não deve ser tratado apenas como um pecador, mas sim como um criminoso. Os inúmeros casos que têm vindo a lume nos últimos anos revelam como a Watchtower tem falhado em proteger seus menores, e pior que isso, muitos casos têm sido acobertados, quer das autoridades quer das próprias congregações. Basta fazer uma breve pesquisa na NET a nível mundial e constataram que isto é mais grave do que se pensa. Ainda há pouco tempo (cerca de 1 ano) a Watchtower (sede mundial) pagou vários milhões de dólares em indenizações a supostas vítimas de pedofilia para calar o seu silêncio. Basta procurarem artigos na NET por "gag order Jehovah's Witnesses". Através destas pesadas indenizações a Sociedade Torre de Vigia, comprou o silêncio das suas vítimas, acordando com elas uma "gag order", um acordo jurídico em que uma das partes fica proibida de falar mais naquele caso ou de o trazer novamente a julgamento. Se procurarem também por Barbara Anderson , verão que esta corajosa irmã, foi expulsa da Organização porque foi uma das que trouxe a lume muitos casos de pedofilia encobertos na América. Ela apareceu no PANORAMA BBC, sobre a pedofilia entre as Testemunhas de Jeová e corajosamente denunciou a forma como os casos de pedofília são tratados entre nós, e como se transformam muitas das vezes as vítimas nos "alvos a abater", obrigando-as a se calarem e não revelarem nada às autoridades para não mancharem "o nome de Deus" nem a "Organização de Jeová." Esta mulher, que trabalhou no Departamento de Redação em Brooklyn e que trabalhou em íntima associação com membros do Corpo Governante, através de pesquisa conseguiu reunir num CD-ROM mais de 500 páginas de processos de pedofilia contra a Watchtower, onde se revela a forma como a Organização tem tentado encobrir a todo o custo que as vítimas falem ao mundo. A informação está disponível. Basta procurar e querer saber. Mas é mais fácil enterrar a cabeça na areia ou abrir uma Sentinela ou Despertai e citar palavras bonitas, mas que na prática têm resultado na infelicidade de centenas, senão milhares de crianças e adolescentes por esse mundo.


Categorias:

5 comentários:

  1. Será isso verdade? Que nada... Veja o site "Testemunhas de Jeová Defendidas", sob o link http://sites.google.com/site/atestemunhadejeova/home
    Imperdível pra quem ama a verdade!!!

    ResponderExcluir
  2. quem conhece o que se passa dentro dos portais desta associação ou religião, sabe bem do tipo de maleficios que ela esconde.
    Nenhum respeito a vida, a pessoa ou a sociedade.
    Isso é bem a cara desta religião tanto aqui como nos EUA, onde são vistos como à margem da lei.

    ResponderExcluir
  3. Os TJ vivem por trás de uma nova "cortina de ferro". Reprimem até o limite qualquer ato que possa vir a causar escândalo dentro da organização. Compram pessoas, mentem oficialmente, distorcem fatos e o pior; enganam os fiéis...

    ResponderExcluir
  4. A vingança não é nossa, é de Jeová.
    Estamos sendo perseguidos por seguir a biblía, isso é muito bom !

    ResponderExcluir
  5. OMG kkkk'
    gente temos que intender algo. tooooodo lugar, toda religiao, escola, esporte, tuuuuuuuudo, tem excessões, tem malucos tem tdos os lugares.
    eu to cansado mesmo de ver na TV "PADRE SEI LA DO QUE ESTUPRA MENOR, PASTOR ESCONDE DINHEIRO EM BIBLIA". se for assim todas religiões sao uma merda. e a catolica, protestante, batista, etc etc etc, estão falhando em protejer suas crianças.
    issu nao existe gente, não se pode julgar uma comeia por uma abelha. se formos por essa lado, eu tenho certeza que há muito mais casos involvendo qualquer outra religião do que as TJ

    ResponderExcluir

Esse espaço é para um diálogo construtivo...agressões, palavrões ou mesmo ataques pessoais vão ser solenemente excluídos. Comentários que tem uma base de raciocínio e um desejo sincero para aprofundar sobre os temas citados serão muito bem recebidos e publicados. Seria interessante (não obrigatório)ao postar o usuário se identificar!