sexta-feira, 26 de junho de 2015


Créditos pela imagem: JW.ORG

Vivemos em sociedade e isso resulta em convivermos com diversas instituições sociais e obviamente com as devidas regras e costumes que as cercam. Sendo assim, todas as instituições sociais possuem direitos e deveres. Se de alguma forma vou contra algo instituído terei uma sanção ou punição contra tal ato. Então, é direito de qualquer instituição (política, econômica, religiosa etc) punir quem descumpre algum acordo previamente estipulado. Mas, todo tipo de punição é justa? E quando essa punição viola direitos humanos fundamentais?

As Testemunhas de Jeová punem seus adeptos que descumprem suas diretrizes com a desassociação (expulsão), ou seja, tal adepto não pode mais fazer parte de sua denominação religiosa. Na revista A SENTINELA (EDIÇÃO DE ESTUDO) ABRIL DE 2015 elas citam:

A decisão sábia de desassociar um transgressor que não se arrependeu dá bons resultados.

Até aí tudo bem, pois qual sentido para alguém ficar num local que não acredita mais ou que não tem mais significado para sua vida? Mas, o problema começa exatamente aí!

Tal punição é feita mediante as regras estabelecidas pelos líderes das Testemunhas de Jeová e vem sempre acompanhadas de difamações e desqualicações do adepto “transgressor”. Não é simplesmente um desligamento da pessoa, mas é a total campanha de transformar essa pessoa em alguém sem nenhuma reputação ou moral. É o famoso maniqueísmo: quem é desassociado (expulso) é alguém que não presta e quem fica tem o favor de Deus.

Na revista A SENTINELA (EDIÇÃO DE ESTUDO) ABRIL DE 2015 elas citam:

Você não concorda que os padrões puros de Jeová são razoáveis e servem para nos proteger? Quem não gosta de conviver com pessoas pacíficas, decentes e confiáveis?

Percebam que a pessoa que foi desassociada (expulsa) é automaticamente colocada como alguém que não segue bons padrões morais e consequentemente não são pessoas pacíficas, nem decentes e muito menos confiáveis. Para piorar o peso desse julgamento é como se tivesse sido feito pelo próprio Deus (Jeová), mas que na realidade foi feito mediante as regras humanas dos seus anciãos (pastores). 

Existe ainda o agravante de a pessoa expulsa não ter o real direito de defesa ou mesmo explicar o que realmente aconteceu para os seus familiares e conhecidos, pois ao ser decretado seu desligamento nenhuma outra Testemunha de Jeová pode chegar perto dela e conversar. Nem mesmo um “oi” pode ser dirigido aquela pessoa que virou um pária sendo decretada sua morte social. Isso é confirmado na revista A SENTINELA (EDIÇÃO DE ESTUDO) ABRIL DE 2015 que cita um pai dando seu testemunho: 
 
Os parentes podem mostrar amor pela congregação e pelo transgressor por respeitar a desassociação. “Ele ainda era o meu filho”, explica Julian, “mas seu estilo de vida havia criado uma barreira entre nós”.

Perceba que a “barreira” ou “estilo de vida” comentado pela revista é sempre de forma extrema (drogas, bebidas, modo irresponsável de se viver etc), mas não comentam que uma pessoa que simplesmente dicordar dos dogmas e preceitos das Testemunhas de Jeová e que mantém um estilo de vida saudável e de bons padrões morais também vai ser discriminada caso resolva sair.

As Testemunhas de Jeová acham que sua religião é a única certa no Universo e quem ousar sair não merece mais nenhum tipo de contato, mesmo que seja com parentes. É o “amor” as avessas.



26 comentários:

  1. Meten a todos en la misma categoría, pueden hablar y relacionarse con un asesino,violador,narcotraficante,etc.Pero no a quien los abandona.Es un total desequilibrio en las " justas normas ".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Un desequilibrio que destruye amistades y familias.

      Excluir
  2. Eles usam o seguinte pra se justificar: 1 Coríntios 5:9-13
    "Escrevi-vos para não vos relacionardes com gente imoral. Não quis dizer-vos que devíeis separar-vos dos imorais deste mundo, ou dos avarentos, ladrões e idólatras; se assim fosse teríeis que sair deste mundo! Não! Escrevi que não deveis associar-vos com alguém que traz o nome de irmão, e no entanto é imoral, avarento, idólatra, caluniador, beberrão ou ladrão. Com pessoas assim, não deveis nem sequer sentar-vos à mesa. Porventura compete a mim julgar aqueles que estão fora? Não os de dentro que deveis julgar? Deus é quem vai julgar os que estão fora. Afastai do meio de vós o homem mau."

    Porém, isso é o mesmo que dizer que só porque não temos a mesma crença e religião, somos ladrões e pessoas ruins. Quando frequentei algumas reuniões eu percebi isso, que o que eles faziam não era nada menos do que discriminação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. qdo vai entrar é tudo mil maravilhas, agora experimenta sair pra ver ? seita maldita....

      Excluir
  3. Já sai à uns 15 anos, tenho 2 filhos, emprego fixo, cursei uma faculdade, nunca fui preso ou acusado de nenhum crime. Infelizmente o fantasma dessa religião me assusta até hoje, perdi todos meus amigos de infância e dos meus 8 irmãos só tenho relacionamento com 2. Os outros me comprimentam por que meu irmão mais velho convocou uma reunião com os cunhados "anciãos" para discutir se estava certo eles nem me comprimentarem com um simples "oi". Não recomendo a ninguém essa religião, eles são cruéis e não enxergam um palmo à frente. Ainda tenho problemas com uma coisa tão simples a toda sociedade como responder a pergunta : de que religião vc é? não recomendo a ninguém se afiliar a essa seita. E tenho dó dos meus conhecidos e familiares que sofrem todo tipo de discriminação e humilhação por suas próprias "consciências".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. são pessoas iludidas, seita maldita.... acaba com familias...

      Excluir
  4. A maë de amigo por 50 anos foi TJ ele me disse que ela morreu e não apareceu,ninguém do salão do reino onde ela freqüentava no velório.éla vai voltar na resureição,e nós nos encontraremos,no novo sistema,MAS POR ENQUANTO ESTAMOS VIVENDO O VÉLHO SISTEMA. CASPITA.

    ResponderExcluir
  5. resposta da Bíblia
    A Bíblia nos proíbe de tomar sangue por qualquer via. Assim,
    não devemos aceitar sangue total ou seus componentes
    primários, quer como alimento, quer numa transfusão. Veja os
    textos a seguir:
    Gênesis 9:4 . Embora tivesse permitido que Noé e sua família
    passassem a se alimentar de carne animal após o Dilúvio,
    Deus os proibiu de comer o sangue. Ele disse a Noé: “Somente
    a carne com a sua alma — seu sangue — não deveis comer.”
    Desde então, isso se aplica a todos os humanos, porque
    todos são descendentes de Noé.
    Levítico 17:14 . “Não deveis comer o sangue de qualquer tipo
    de carne, porque a alma de todo tipo de carne é seu sangue.
    Quem o comer será decepado da vida.” Para Deus, a alma, ou
    vida, está no sangue e pertence a Ele. Embora essa lei tenha
    sido dada apenas à nação de Israel, ela mostra a importância
    que Deus dava a não comer sangue.
    Atos 15:20 . ‘Abstenham-se do sangue.’ Deus deu aos cristãos
    a mesma proibição que deu a Noé. A História mostra que os
    primeiros cristãos não consumiam sangue, nem mesmo para
    fins medicinais.
    Por que Deus nos manda nos abster do
    sangue?
    Há bons motivos médicos para evitarmos transfusões de
    sangue. No entanto, o mais importante é que Deus nos manda
    nos abster do sangue porque ele representa a vida, que é algo
    sagrado para Deus. — Levítico 17:11; Colossenses 1:20 .
    Alguns conceitos equivocados
    Mito: As Testemunhas de Jeová não usam remédios nem
    aceitam tratamentos médicos.
    Fato: Nós procuramos para nós e nossa família o melhor
    tratamento médico possível. Quando ficamos doentes,
    consultamos médicos com experiência em realizar
    tratamentos e cirurgias sem sangue. Reconhecemos os
    avanços que foram feitos no campo da medicina. De fato, os
    tratamentos sem sangue desenvolvidos para ajudar pacientes
    Testemunhas de Jeová agora são usados para beneficiar
    outros pacientes. Em muitos países, qualquer paciente pode
    escolher evitar os riscos decorrentes de transfusões, como
    doenças transmitidas pelo sangue, reações do sistema
    imunológico e erro humano.
    Mito: As Testemunhas de Jeová acreditam que a fé pode
    curar doenças.
    Fato: Nós não realizamos curas pela fé.
    Mito: Evitar transfusões de sangue é muito caro.
    Fato: Os tratamentos médicos sem sangue são
    economicamente viáveis. *
    Mito: Muitas Testemunhas de Jeová, incluindo crianças,
    morrem todo ano por não aceitarem transfusão de sangue.
    Fato: Essa afirmação não tem nenhuma base. É comum
    cirurgiões realizarem procedimentos complexos, como
    operações cardíacas, cirurgias ortopédicas e transplantes de
    órgãos, sem o uso de transfusões de sangue. * Os pacientes,
    incluindo crianças, que não recebem transfusão geralmente se
    recuperam tão bem quanto, ou até melhor, do que aqueles
    que aceitam transfusão. * De qualquer modo, ninguém pode
    dizer com certeza que um paciente vai morrer se recusar uma
    transfusão ou que vai sobreviver se aceitá-la.
    Por que as Testemunhas de Jeová
    não aceitam transfusão de sangue?
    Isso é mais uma questão religiosa do que médica. Tanto o
    Velho como o Novo Testamento claramente nos ordenam a
    nos abster de sangue. (Gênesis 9:4; Levítico 17:10;
    Deuteronômio 12:23; Atos 15:28, 29 ) Além disso, para Deus, o
    sangue representa a vida. (Levítico 17:14 ) Então, nós
    evitamos tomar sangue por qualquer via não só em
    obediência a Deus, mas também por respeito a ele como
    Dador da vida. eu sou testemunha de Jeová com muito orgulho ,eu tenho pena que vcs falem de uma coisa sem saber sendo o principal motivo pra nos crítica, por que voce não ler blibia em vez de criticar o que tenhe nela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Resposta da biblia..
      Interpretação errada, primeiro aconselhava vivamente a aprender aramaico e hebraico antigo porque caso contrário perde-se em traduções ridículas, relembro que pela caraterização linguística do aramaico muitos vocábulos tiveram de ser inventados. Mas vamos lá desmontar o seu discurso toldado pela falta de clarividência e marcado pela parcialidade.
      Quando diz que "Há bons motivos médicos para evitarmos transfusões de
      sangue", vejo que é entendida no assunto, pena é ler livros das TJ, tem de ler artigos científicos, estudos de caso, ver relatórios com surveys de milhões de pessoas que vivem do sangue ou dos seus componentes de outras pessoas, mas sei que isso é complicado porque jeová não quer que sejamos instruídos. Quando diz "No entanto, o mais importante é que Deus nos manda nos abster do sangue porque ele representa a vida, que é algo sagrado para Deus. — Levítico 17:11; Colossenses 1:20" Por acaso você tem noção que o sangue não mata a pessoa que fica sem ele e ainda salva a vida da pessoa que recebe?". Dar sangue é salvar vidas!
      Quanto ao...
      "Os pacientes,
      incluindo crianças, que não recebem transfusão geralmente se
      recuperam tão bem quanto, ou até melhor, do que aqueles
      que aceitam transfusão. * De qualquer modo, ninguém pode
      dizer com certeza que um paciente vai morrer se recusar uma
      transfusão ou que vai sobreviver se aceitá-la"

      Fantástico, já agora sabe o que é Leucemia?

      Excluir
  6. Alo pessoal ja assiste vários depoimentos de ex TJ notei nem TÔdos mais alguns ainda permanece,a lavagem na cuca da torre de vigia,alguns vão pra outra religião e arreiam o pau na que freqüentava,tem um que ficou 15 anos na TJ agora. Depois que arregaça a turma da torre,vira pra téla e diz BIBLIA NÊLES TURMA,a cuca permanece fundida,.

    ResponderExcluir
  7. Ao PASCOAL parabéns pelo seu trabalho,é uma pena os livros de RAYMUND FRAZ tenha se encerrado em 2006 pela editora hagnos eu mesmo que te acompanho,nunca li,bom seria se voce ou alguém désse continuidade,agora que a mídia esta mostrando tudo da organização,que vem da torre de vigia,UM ABRAÇO.

    ResponderExcluir
  8. Essa religião para mim, depois do Islamismo, é a pior. A mais atrasada. Que paralisa o ser humano. Posso dizer com todas as letras, é um atraso de vida! Fui Testemunha de Jeová e até hoje isso me trás problemas com minha família. Se você está começando agora, eles vão lhe dizer para não acessar esse tipo de site, pois é " Satanás " que nos usa para vos desencaminhar. Ora, que fé fraca eles possuem!!! Não imagino Jesus Cristo aqui na Terra sem conversar comigo porque deixei de ser Testemunha de Jeová. Muito menos Deus!! Se liberte, estude... mas estude várias fontes... conheça sim outras religiões. .. percebam que existem religiões que não usam a Bíblia. .. a Bíblia é um ótimo livro... porém tem que saber lê -la. E isso nem é o mais importante, o importante é você ter amor no seu coração pelo seu próximo e o próximo não são só seus irmãos de fé! ! Jesus Cristo mostrou isso muito claro. "Amai a teu próximo como a ti mesmo"... ele não disse Amai ao próximo enquanto ele for Testemunha de Jeová "... e não vem com esse papinha que a desassociacao é uma demonstração de amor, que não é! ! Jesus não faria isso. .. Jesus não ensinou isso!! Paz a todos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles usam muito a palavra "opositor" caso a pessoa explique o porque dela não querer voltar a frequentar, depois de ter sido dessassociada. Se o motivo é que não acredita mais nas crenças, essa palavra "opositor " sendo repetida muitas vezes, faz de você uma pessoa asquerosa, como se você estivesse se opondo ao próprio Deus ou Jesus Cristo. Eles substituiram Deus e Jesus. pela Sociedade Torre de Vigia.

      Excluir
    2. O pavor deles com os dessassociados é porque eles nos consideram um opositor. Sim se a pessoa não quer mais voltar para a religião então você passa a ser um opositor. Vamos com calma, se a pessoa não concorda com a Sociedade Torre de vigia não quer dizer que ela está renegando Deus ou Jesus Cristo. Mas esta palavra 'opositor' já tem uma conotação negativa e repetida muitas vezes, que é o que eles fazem, coloca você numa posição muito mal vista por eles.

      Excluir
    3. Eles também gostam do termo de não dar pérolas aos porcos. Bando de retardados!!

      Excluir
  9. Vcs esquecem de mencionar q a desassociação está na bíblia. O apóstolo Paulo falou sobre isso e não aliviou, em 1 Timóteo 1:20 ele disse q entregou Himineu e Alexandre para Satanás com o objetivo de disciplina-los.Vcs acham forte demais o Apóstolo citar o nome desses irmãos? Considerando q a própria bíblia em 2 Timóteo 3:16,17 afirma q toda escritura é inspirada por Deus, então não é uma invenção da Tjs. Em 1 coríntios 5:9-12 diz para não ter convivência com irmãos q praticam o q é errado removam do meio de vcs a pessoa má. Tudo isso se aprende por ocasião do estudo, ninguém é forçado, não se jura lealdade a torre de vigia. Na realidade tem irmãos q quando estão ativos querem ser visto fazem de tudo para estar perto de betelitas, representantes de betelitas, superintendentes como se isso fosse dar algum status, quando ficam contrariados com alvo saem e ficam falando desse ou daquele, mas esquecem que por ocasião do batismo disseram sim para Jeová. As tjs explicam suas crenças ninguém entra enganado não é como outras religiões q é só aceitar Jesus. Essa pessoas ficam anos e anos sem nem saber como explicar suas crenças e mesmo assim são gratas, pois se não tivessem aceitado a Jesus sabe-se lá onde estariam. Já fui desassociado por que eu não quis a ajuda dos anciãos , eu queria experimentar o mundo, por isso eu digo é covardia cuspir no prato q comeu. Se VC estava num relacionamento q não deu certo seria correto difamar , atacar e fazer propaganda contra essa pessoa ou seria melhor partir para outro relacionamento? Isso o q vcs não é saudável se algo me fez mal eu deixaria pra trás e seguiria em frente
    Pense nisso os irmãos erraram ou faltou humildade para reconhecer os próprios erros? Lembrem-se independente de tudo todos nós iremos ficar postados diante da cadeira de juiz de Jeová e lá não haverá desculpas. Meu amor cristão para todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desde o momento que você baseia seu argumento que a desassociacao está na Bíblia, já é um erro. Os livros escritos na Bíblia, depois dos Evangelhos, foram escritos por homens, opinião deles. Jesus Cristo em momento algum citou a desassociacão, esta palavra se quer existe na Bíblia. .. veja só, Pedro negou Jesus 3 vezes, não lembro de ter lido em alguma parte Jesus pedindo para que os demais apóstolos ficassem de birrinha com ele. Coisa infantil. Eu saí mesmo... tô experimentando o mundo... e descobri muito mais amor... cultura e um Deus que não é amor... e não raivoso e ciumento como vocês ensinam. Tira a tapa do seus olhos e veja como o mundo aqui fora é diferente do que as TJ ensinam!!!

      Excluir
    2. Jesus, quando veio à Terra, sentou pra comer com prostitutas, cobradores de impostos, gente leiga, gente excluída da sociedade, crianças... Aí ele disse assim: Amados, lembram dos dez mandamentos? Que ótimo! Agora esqueçam esses e anotem estes: Amem a Deus sobre todas as coisas, agora, Amem ao próximo, como a si mesmo.

      Seguindo esta lógica que o próprio Jesus deixou, é amoroso deixar alguém "de castigo", afastado da própria família, afastado dos seus irmãos, dos seus colegas de infância, PARA SEMPRE, só porque a pessoa não quer ser uma Testemunha?

      Evidentemente há quem quer ser uma testemunha, mas não seja humilde o suficiente para reconhecer o erro. Porém, e o meu caso, onde eu não quero mais ser uma testemunha, e ainda vivo sob a pressão da família para "voltar", para que eles possam se relacionar comigo? Isso é amoroso? HONESTAMENTE acha que Jesus iria achar completamente boa e aceitável uma punição deste tamanho?

      Um grande orgulho das testemunhas é dizer que não acreditam num inferno de fogo, porque Jeová, como pai amoroso não permitiria que seus filhos passassem por uma punição eterna. Sendo assim, como Jeová agiria se tivesse que punir os seus filhos? Será que ele REALMENTE manteria os filhos afastados porque estes não querem seguir determinada religião?

      Excluir
    3. Jesus, quando veio à Terra, sentou pra comer com prostitutas, cobradores de impostos, gente leiga, gente excluída da sociedade, crianças... Aí ele disse assim: Amados, lembram dos dez mandamentos? Que ótimo! Agora esqueçam esses e anotem estes: Amem a Deus sobre todas as coisas, agora, Amem ao próximo, como a si mesmo.

      Seguindo esta lógica que o próprio Jesus deixou, é amoroso deixar alguém "de castigo", afastado da própria família, afastado dos seus irmãos, dos seus colegas de infância, PARA SEMPRE, só porque a pessoa não quer ser uma Testemunha?

      Evidentemente há quem quer ser uma testemunha, mas não seja humilde o suficiente para reconhecer o erro. Porém, e o meu caso, onde eu não quero mais ser uma testemunha, e ainda vivo sob a pressão da família para "voltar", para que eles possam se relacionar comigo? Isso é amoroso? HONESTAMENTE acha que Jesus iria achar completamente boa e aceitável uma punição deste tamanho?

      Um grande orgulho das testemunhas é dizer que não acreditam num inferno de fogo, porque Jeová, como pai amoroso não permitiria que seus filhos passassem por uma punição eterna. Sendo assim, como Jeová agiria se tivesse que punir os seus filhos? Será que ele REALMENTE manteria os filhos afastados porque estes não querem seguir determinada religião?

      Excluir
    4. Kkkkkkkk, deus deu pessoas para o diabo disciplinar. Os inimigos que se ajudam, só na biblia mesmo!! Diabo, o inimigo imaginário do amigo imaginário!!

      Excluir
  10. Ser desassociado pressupõe ter feito alguma coisa errada. Então não precisa ir longe assim não.
    Se após o batismo da pessoa, ela se arrepender ou descobrir mais tarde que essa não é a religião verdadeira e quiser sair, ele será tratada do mesmo modo de um desassociado (expulso). É assim que funciona. Para ela não ser discriminada (ninguém mais falar com ela), ela não pode sair formalmente da religião.

    ResponderExcluir
  11. Exatamente! Quer sair e não pode, para não perder família e amigos.
    Também tenho uma história assim, fiz uma carta pedindo o desligamento e, minha filha, menor e batizada, deixou de me dirigir a palavra! Quase fiquei louca! Ainda bem que ela caiu na real e hoje somos unidas, muito unidas graças a Deus, o verdadeiro! O da Torre não!

    Meu nome é Josita - jianina@bol.com.br

    ResponderExcluir
  12. No meu caso, quando contestei o fato de nem se quer dar um "oi" (bom dia, boa tarde ou boa note, apenas por educação que fosse - assim minha mae me ensinou a fazer com os usuários de drogas de nosso bairro, embora não sejam boa influência, não significa que não podemos ser educados), a explicação foi que o exemplo de nem que se quer "falar" foi do "amoroso" Jeová. Ele parou de conversar com Adão e Eva após serem 'desassociados' do Jardim do Éden. Ele também parou de conversar com Caím após ser 'banido [desassociado] do 'solo' (Gen. 4:11). Exemplificaram que no caso do Rei Davi (que mandou matar um homem para depois se casar com a mulher deste), Jeová não o desassociou porque Davi se arrependeu de seus pecados.
    Evidentemente não engoli esses argumentos. Para mim ficou pior a situação. Imaginar que Deus seja tão cruel a ponto de não querer ter mais relação com um 'pecador'. Em todos os casos apresentados entendo que Deus não parou de se associar com os transgressores porque assim o quis, mas estes pararam de relacionar com Deus. Afinal, o que pude aprender da Bíblia e por observar o mundo é que as pessoas se afastam de Deus. Assim como no caso do Filho Pródigo. Ele quem quis sair de casa, o pai não o expulsou e quando voltou para casa o pai não ficou a discutir os erros cometidos pelo filho, ele o presenteou com roupa, anel, sandália e uma festa - não havia passado a ser discutido!

    ResponderExcluir

Esse espaço é para um diálogo construtivo...agressões, palavrões ou mesmo ataques pessoais vão ser solenemente excluídos. Comentários que tem uma base de raciocínio e um desejo sincero para aprofundar sobre os temas citados serão muito bem recebidos e publicados. Seria interessante (não obrigatório)ao postar o usuário se identificar!