domingo, 11 de outubro de 2015


POR KLEBER SOUZA

Bom, gostaria de contar um pouco sobre minha história no mundo das  Testemunhas de Jeová”. Minha mãe começou a estudar com as TJ’s quando eu era pequeno e não demorou muito para que eu e meus irmão também começássemos a ser doutrinados. Meu pai nunca quis saber de estudar, mas nunca se opôs, sempre financiando nossas atividades cristãs e até hoje tem um excelente relacionamento com os irmãos (até emprestando dinheiro para um ancião fazer uma cirurgia). O enredo da história é quase sempre o mesmo para quem desde pequeno faz parte da seita - estuda, progride, batiza – e no meu caso não foi diferente, aos 13 anos já estava batizado e agora era um Testemunha de Jeová aprovada e dedicada. Como todo TJ sabe é proibido ler, estudar ou “flertar” com outras fontes que não seja da Torre de Vigia, mas eu sempre gostei de ler, sou curioso por natureza e num determinado episódio surgiu um alerta sobre algumas coisas. Na mesma época fui desassociado por fornicação e resolvi buscar outras fontes. Me espantei com o tanto de material maravilhoso, diga-se de passagem que tem na internet sobre a história, crenças, doutrinas, escândalos das Testemunhas de Jeová. Eu já estava meio inativo nas reuniões ia de vez em quando, campo (pregação de casa em casa) uma vez por mês e olhe lá, e quando comecei a descobrir a VERDADE sobre a “verdade” ai foi a gota d’água. Escrevi uma carta de dissociação (desligamento voluntário) explicando meu ponto de vista, questionando as muitas facetas obscuras das doutrinas das Torre de Vigia e pedindo meus desligamento. Vi num site, não me lembro qual, que como não poderia conversar com ninguém depois de ser expulso era interessante escolher dois amigos achegados dentro da organização e entregar cópias da carta para que estes ficassem sabendo por mim os reais motivos da saída. Enviei duas cópias a uma amigo (que também estava inativo) e outra a uma grande amiga (que hoje está desassociada). Ele me deu total apoio a minha decisão enquanto minha amiga quis que ao invés de pedir minha saída que eu apenas ficasse inativo. Ouvi a opinião dos dois, porém minha decisão estava tomada, mas não sei como (desconfio que um dos meus irmãos tenha feito) minha mãe descobriu minha carta e um belo dia depois de chegar do trabalho encontro ela aos prantos e tivemos uma longa DR. Como eu já estava mais pra lá do que pra cá no Salão ela implorou para que não entregasse a carta e que permanecesse inativo – maldita hora em que decidi fazer isso.
Fiquei durante alguns anos frequentando esporadicamente as reuniões, serviço de campo nem sabia mais o que era, e assistindo aos Congressos e Assembleias. Com o tempo conheci uma irmã que estava desassociada (termo referente a adeptos expulsos da congregação) e começamos a namorar, eu já não me importava com doutrinas, crenças ou mandamentos a serem seguidos, estava namorando uma pessoa maravilhosa que se fosse católica, espirita, evangélica eu namoraria do mesmo jeito. Porém, nas Testemunhas de Jeová não é assim que funciona: as pessoas não têm direito de escolha e livre arbítrio só na teoria. Quando as pessoas souberam que estava namorando uma desassociada não demorou muito para os anciãos (equivalente a pastor) virem falar comigo.
Eu trabalhava numa empresa que trabalham TJ’s e talvez por isso acho que tenha demorado um pouco – me deixaram de lado por um tempo, mas quando tive um desentendimento profissional com o ancião que era meu chefe não demorou muito para eu ser mandado embora e em questão de dias ter outros anciãos na porta da minha casa querendo saber sobre o meu namoro. Fui contundente em dizer que estava namorando a pessoa e não me interessava a atual situação dela na religião. Questionei algumas coisas sobre a Torre de Vigia, mas eles focam numa argumentação ad hominem querendo julgar minha decisão, e me convocaram para uma “amorosa” comissão judicativa (equivalente a um tribunal eclesiástico), disse que não iria – o que acho que foi um erro, e que estariam livres para se reunir sem a minha presença, o que realmente aconteceu. Alguns dias depois vieram me avisar que seria desassociado e que teria 7 dias para escrever ao escritório caso quisesse apelar da decisão e sei lá mais o que. Não o fiz e foi desassociado. 
Hoje me sinto livre para poder pensar, agir, me posicionar sobre assuntos que antes eu tinha minha base argumentativa somente na bíblia e na interpretação que a Torre de Vigia dá a ela, continuo com minha namorada - que por algum tempo continuou frequentando as reuniões, mas que que com o decorrer dos dias parou de ir – não por influência minha – e sim porquê viu que quando é conveniente para a organização mudam doutrinas antigas com a argumentação de “novas luzes”. 
Apesar de todo o ostracismo que passei e por perder o contato com parte da minha família – tenho um irmão ancião e outro servo ministerial e minha mãe é pioneira regular a mais de 10 anos - não me arrependo, muito menos penso em voltar para esse lugar imundo e obscuro que é essa organização. Minha mãe – nas raras vezes que conversamos – diz que eu ainda sou uma TJ que apenas estou desassociado, será que tem alguma forma mesmo depois de expulso de estar vinculado a essa religião? Se tivesse gostaria muito de tirar meu nome de todos os arquivos, livros ou sei lá o que eles usem para registrar entrada/saída de membros.
Peço desculpas por ter me estendido tanto. Para aqueles que chegaram até o final desse depoimento/desabafo deixo meu agradecimento, o mesmo com a equipe desse fórum que eu acompanho a algum tempo, mas não participava e que agora irei salvar nos favoritos para visitar/participar com mais frequência. Quero dizer para aqueles que ainda estão dentro da Torre por medo, conveniência ou outro motivo que eu os entendo, mas não vale a pena. A vida é só essa e não vale a pena deixar que um grupo dissimulado de velhotes interprete um livro e dite as regras de suas vidas. Criem o terreno, coragem, base sólida e libertem-se dos grilhões que é essa organização.
Muito obrigado.

Depoimento com algumas adaptações. Ler mais ou saber mais sobre as Testemunhas de Jeová acessem o link abaixo:



18 comentários:

  1. Tenho pena das pessoas que entram nessa seita religiosa testemunhas de Jeová sem saber que está entrando em uma arapuca pois em toda minha vida eu nunca vi uma seita tão escrota como as testemunhas de Jeová são um verdadeiro barco furado meu amigo meu desejo é que vc seja muito feliz agora com a sua liberdade e se precisar de um amigo conte comigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe o que é difícil Cícero, recomeçar, a solidão, digo no meu caso. A família toda TJ, amizades fora fiz algumas mas em sua maioria distantes. Me separei o meu ex ta desassociado tb, tenho uma filha. Hoje estou com problemas de saúde e fazendo tratamentos para depressão, mas ainda estou bem. Me levanto todos os dias afirmando que me amo e acredito piamente na Lei da atração, do retorno. Estou estudando mais, lendo outras coisas descubro tanta coisa boa. Enfim, recomeçar aos 40 anos, uma vida sozinha..mas eu chego lá. Sinto falta de vida social, a família faz questão de se manter distante, já não são unidos e a religião desgraçou mais ainda. Trágico!

      Excluir
  2. É isso aí CÍCERO mas não é só a seita TJ o BRASIL esta lotado de seitas e religiões,e maior parte a matriz é tudo fora do pais ja viu onde vai a grana,a única que fax a grana girar aqui dentro é a do edir Macedo a matriz é aqui .

    ResponderExcluir
  3. Vixe! Nao sabia q era assim.. meu deus! Estou decepcionada lpois tinha simpatia por essa religiao...

    ResponderExcluir
  4. Eu era estudante graças a Deus sair fora to em outra religião me sinto bem

    ResponderExcluir
  5. Satanas está influenciando mal as pessoas. Cuidado para que não caias nas artemanhas do diabo

    ResponderExcluir
  6. É ISSO AÍ IRACEMA.tem que renovar para não morrer,quando estiver reprimida,quantas vezes puder repita TODOS OS DIAS SOB TODOS OS PONTOS DE VISTA EU VOU CADA VEZ MELHOR. Falou 40 anos voce tem muita lenha pra queimar,e tem seu filho pra encaminhar.tudo passa,BÔA SORTE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, esta coisa de implantar o medo não é legal. Precisamos ser livres para escolhermos o que queremos das nossas vidas. Não existe felicidade quando não seguimos os nossos instintos, onde o nosso coração nos deixa feliz. Sempre fui zelosa, conheço a Bíblia até mais do que muita gente lá dentro. Pesquisava, li o livro Proclamadores do Reino de cabo a rabo, lia anuários. Fui pioneira regular e quase especial. Só vivia nas tribunas de congressos e assembleias contando experiencias. não vivi a minha adolescencia, caminhava em média 4 horas para trabalhar em territórios longes. E daí? Quando vc adoece é tratado como um funcionário de produção que a empresa descarta, mas só cobra presença no salão, para contar numeros, relatórios, números, somos números apenas, não nos enxergam como pessoas. Faço tratamento para depressão e terapia, resultado de anos de criação sob ditadura e medo. Jeová é um Deus feliz e quer que sejamos assim.

      Excluir
  7. É Iracema a situação é bem complicada mesmo! Sinto muito por vc! Tenho quase 40 anos tb, faço parte desde os 12, não sou desassociada. Tô presa, não sei como sair. Meu marido e minha mãe (que já tem uma filha desassociada e outra que ficou inativa) iriam desabar de tanta tristeza, eu não tenho coragem de fazer isso com eles. Tenho medo que meu marido queira se separar de mim, ou que o nosso casamento feliz simplesmente se desintegre pela "divergência" pois ele é muito zeloso! Eu o amo e não quero perdê-lo! Mas sinto que a cada dia eu perco minha vida, sinto que eu nunca vou ser feliz de verdade! Pois qualquer uma decisão, ficar ou sair, me levará para as trevas!!!!!!!!!! Pq não posso escolher seguir outro caminho e ainda assim continuar bem com meu marido e minha mãe? Eu poderia continuar respeitando a decisão deles de ficar! Mas não, isso não é possível. O preço que se paga por entrar na organização é muito, muito alto. Este é o pior lugar em que alguém pode estar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vá deixando de assistir as reuniões aos poucos. Continue sendo uma boa esposa , boa filha, boa mãe. Vá desistindo até ficar inativa. Faça aos as coisas aos poucos, invista em livro de autoajuda,leia muito, O poder do subconsciente é muito bom. Ore a Jeová e peça a Ele sabedoria e ele dará. Não adianta, quem está lá sofre uma lavagem cerebral terrível, é mais fácil ser enganado do que convencer alguém que estar sendo enganado. Sucesso e prosperidade!

      Excluir
  8. Gente sou desassociada... Não tenho convívio com minha família... Mas é o meu maior estímulo pra voltar logo...
    Não existe outro caminho... Ser testemunha de Jeová é o melhor de vida... E quem foi testemunha de Jeová sabe disso... Só não tem coragem de admitir... Por isso falam tão mal!!!
    Mas com o tempo as pessoas vão ver com os próprios olhos quem está Certo de verdade... Principalmente pq o mundo está indo de mal a pior... E quando o grande dia de Deus chegar... Quero ver pra onde vão correr!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre fui zelosa, comia os livros literalmente. Nunca namorei com "mundano". Era pioneira regular, quase especial. Por pesquisar tanto, comecei a ver coisas que entraram em choque com o que aprendi sobre o amor de Deus e o amor ao próximo. Se sua família te ama, ela vai te amar de qualquer jeito. Esta é a forma que eles utilizam para fazr vc voltar. Pressão psicológica. \me afastei, não fui desassociada, não dei a eles a ousadia de me desassociar, me afastei pois sou livre pelas minhas escolhas. Não fiz voto a nenhuma máfia ou entidade, vim ao mundo para viver plenamente.

      Excluir
    2. Iracema mas eles não estão certo quando dizem que o nome de deus e Jeová?

      Excluir
    3. Fui desassociada e morro de saudades da minha família. Sim, eles te isolam por que sabem que pra não ficar sozinha, você vai acabar voltando pra organização. Minha mãe nem fala mais comigo. Entendo que não sou mais TJ, e que não divido mais a mesma fé com eles, mas ainda sou filha. A organização não sabe separar as coisas e faz lavagem cerebral nas pessoas a ponto de uma mãe ser capaz de negar o próprio filho só por que a Torre de Vigia manda fazer isso.

      Excluir
  9. quantos comentários de desabafo aposto que todos vão voltar para o salão.

    ResponderExcluir
  10. É CLARO QUE VÃO VOLTAR,ainda continuam com a lavagem cerebral feita pela torre de vigia não é fácil ,eu parei de fumar Á 30 anos no começo é difícil mas depois,como é gratificante

    ResponderExcluir
  11. Aquele que se humilhar será exaltado e o que se exaltar será humilhado!

    ResponderExcluir

Esse espaço é para um diálogo construtivo...agressões, palavrões ou mesmo ataques pessoais vão ser solenemente excluídos. Comentários que tem uma base de raciocínio e um desejo sincero para aprofundar sobre os temas citados serão muito bem recebidos e publicados. Seria interessante (não obrigatório)ao postar o usuário se identificar!