sexta-feira, 13 de abril de 2007

“Existe mesmo um abismo separando a ciência da religião”?
Esta questão foi escrita logo no fim do primeiro parágrafo introdutório da revista Despertai! de 22 Junho de 2004. Nesta edição da revista vinha estampada logo em sua capa uma pergunta: “A ciência pode ajudar você a acreditar em Deus”?
As questões colocadas são, realmente, muito recorrentes nos domínios do senso comum. Mas uma pergunta, ao meu ver, deveria ser anterior às que foram sugeridas acima: Será que o saber bíblico se propõe como um saber científico?
Podemos dizer que a ciência é composta por inúmeras metodologias que variam conforme seus pressupostos teóricos básicos e sua escolha do objeto. Assim, uma dada metodologia pode ser muito eficiente para uma determinada ciência, mas pouco útil para uma outra. Como exemplo disso, podemos citar o caso da Física e da Psicologia. Será que poderíamos usar os mesmos métodos de investigação e partir de princípios equivalentes para trabalhar com estas duas áreas do saber científico?
Em um dos artigos dessa revista, a questão da (in)compatibilidade entre ciência e religião é descrita como se
...de um lado da questão encontram-se alguns cientistas e outras pessoas muito instruídas, com freqüência usando linguagem muito técnica e insistindo em dizer que, se você for uma pessoa instruída e inteligente, deve aceitar a teoria da evolução como fato. Do outro, estão líderes religiosos, também arrogantes, usando de retórica carregada de emoção para dizer que, se tiver verdadeira fé, você deve concordar com a interpretação feita por eles do relato de Gênesis sobre a criação (p. 10).
Olhando a questão por este ângulo, a incompatibilidade parece definitiva, pois, se por um lado temos um grupo que busca evidências experimentais com base em um raciocínio científico e, talvez, por conta disso, faça uso de uma linguagem técnica
[1], por outro temos pessoas que utilizam um tipo de argumentação “retórica” e “carregada de emoção” para defender seus pontos de vista.
Mas, no desenvolver do artigo, são citados casos de cientistas que declaram acreditar na existência de um projetista ou criador. Um exemplo seria o geofísico John R. Baumgardner que, segundo os redatores da revista, fez a seguinte declaração:
“em vista dessa probabilidade tão remota, como pode um cientista com algum senso de honestidade recorrer a interações do acaso como explicação para a complexidade observada nos biossistemas? Acreditar nessas interações, estando ciente das estatísticas envolvidas, representa em minha opinião uma séria violação da integridade científica” (p. 11).

Mas quais seriam as interações às quais o cientista estaria se referindo? Qual a perspectiva teórica na qual ele se embasou para descordar dos evolucionistas? E mais, quais são os argumentos CIENTÍFICOS que ele oferece para apoiar seu ponto de vista pessoal? Essas questões não são citadas no artigo. Um esboço de argumentação se segue:
Quantas vezes ouvimos os evolucionistas aplicar às suas teorias frases como ‘talvez estejamos engados”? Lamentavelmente essa modéstia parece ser rara entre eles. Na realidade, a modéstia e a integridade deveriam induzir mais cientistas a admitir que a ciência - limitada ao estudo do domínio físico – não tem condições de responder às perguntas sobre a existência de um Criador” (p. 11).
Ao que parece, alguns equívocos estão sendo mantidos pelos autores do texto: a pouca familiaridade com artigos científicos parece se fazer notar aqui. Este tipo de texto, principalmente quando trata de assuntos relacionados às “humanidades”, não costuma ser tão incisivo em suas afirmações, isso pelo fato de não estarem lidando com ciências exatas como a física ou a matemática, por exemplo.
Mas um equívoco ainda maior parece justificar tal argumentação: para os autores, a ciência estaria “limitada ao estudo do domínio físico”. Seria esta a visão de ciência dos responsáveis pelo artigo? Isso parece ficar claro.
Mas e as ciências da humanidade como a psicologia, a antropologia e a sociologia, qual lugar elas ocupariam dentro de tais questões? Embora também esta resposta não seja sequer sinalizada, uma citação do jornal britânico The Guardian, no prefácio da revista, parece sugerir alguma coisa. Segundo tal jornal, “o nível de crença religiosa é maior entre os profissionais das ciências exatas, como física e geologia
[2], e menor entre os profissionais de ciências sociais, como a antropologia” (p. 4).
Por que, então, se a revista busca tratar exatamente das divergências entre os pontos de vista científico e religioso, argumentos de profissionais que estariam diretamente envolvidos nesta discussão não foram citados? Seria porque isso poderia colocar em risco os objetivos dos autores com tal publicação? Mas quais seriam esses objetivos e quais as soluções propostas para uma possível conciliação entre fé e ciência?
Conforme a revista, após citar algumas questões como a “complexidade extrema, e em muitos casos irredutível, dos organismos vivos” e a “harmonia entre as quatro forças físicas fundamentais, tornando possível a existência do Universo e a vida nele” (p. 6) como pontos muito problemáticos para a pesquisa e explicação científica, estas seriam “apenas a ponta do iceberg de todas as perguntas sem resposta e que intrigam os que rejeitam a evidencia de um Criador” (p. 8).
Diante disso, “alguns cientistas dão-se conta de que rejeitar a Deus é um caminho escolhido não por evidências sólida e lógica cuidadosa, mas por apego a conjecturas e especulações” (p. 8). Eles estariam aqui se referindo a quais cientistas? E segundo quais tipos de argumentos estes cientistas estariam se apegando a conjecturas e especulações? Quais as evidências CIENTÍFICAS (e não retóricas) para apontar o ponto de vista criacionista como provedor de “evidências sólida e lógica cuidadosa”? A proposta parece se esclarecer no seguinte trecho:
Se estiver disposto a considerar a evidência sobre esse assunto, nós o incentivamos a fazer isso. O livro Existe um Criador Que se Importa com Você?
[3] tem por objetivo ajudá-lo a encontrar respostas vitais, bem como a considerar uma segunda linha de evidências que comprova a existência de Deus: a Bíblia (p. 11).
Por que eles não indicam livros de antropologia, sociologia, filosofia ou as obras originais de cientistas que se baseiam no ponto de vista evolucionista como Darwin, Stephen Hawking ou Carl Sagan? Estariam temendo uma aproximação com o conhecimento secular? Mas por que temer tais conhecimentos se as evidências defendidas nesta edição da revista (e, em geral, em todas as obras das Testemunhas de Jeová) são, segundo eles, tão claras e fortes? Não estariam adotando o mesmo tipo de atitude dos lideres religiosos que usam “de retórica carregada de emoção” e “afirmações dogmáticas”?
Qual o verdadeiro comprometimento das Testemunhas de Jeová com o raciocínio lúcido e esclarecido, baseado em evidências científicas? Afinal, qual o verdadeiro objetivo da publicação desta revista?
[1] Uma contra evidência a este tipo de atitude seriam os livros do cientista e escritor Carl Sagan, que tinha uma grande preocupação em escrever obras de “popularização” do conhecimento científico.
[2] Notem que os argumentos utilizados a favor das idéias defendidas pelos autores são, em sua grande maioria, provenientes de pesquisadores em ciências exatas, sendo as poucas exceções alguns biólogos e bioquímicos, que estariam mais voltados para as ciencias biológicas.
[3] Publicado pelas testemunhas de Jeová.


Categorias:

32 comentários:

  1. Pascoal Naib Se voçê foi um cara fracassado e infeliz na sua antiga religião não fale mal tente consultar um Pisicologo que talvez resolva
    pois voçê é um cara imperfeito e pecador lembre se disso

    ResponderExcluir
  2. Olá "irmão" seja bem vindo ao deserto do real, onde muitas vezes a Verdade queima a alma, principalmente para com pessoas que gostam de julgar e de se acharem detentoras da SABEDORIA divina! Espero que o espelho seja um bom companheiro para vc refletir sobre a vida e como vc pode crescer espiritualmente sem a necessidade de odiar alguém! Paz, "irmão"!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Resumindo o texto: a Despertai deveria chamar-se na verdade ipnotizai pois a grande maioria das pessoas que está ali lendo fica como que ipnotizada por suas asneirices sem tamanho...

    ResponderExcluir
  4. Sabe uma coisa que me deixa muito aborrecido: provavelmente essa revista deve ser a única fonte através da qual muitas pessoas serão expostas a assuntos "científicos"...
    Isso pode ter resultados desastrosos na forma com que essas pessoas se relacionarão com estes assuntos em outros meios... provavelmente com uma visão preconceituosa e evitativa... como eu vejo muito acontecer...
    Isso é, no mínimo, muito anti-ético.....

    ResponderExcluir
  5. É Pascoal parece que "Seu irmão´" está certo...seu texto deixa bem claro que vc é um frustrado...fracassou na sua antiga religião e agora não consegue viver longe de sua sombra...Vc saiu da religião mas sua mente continua lá.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo, meu "irmão" fake, todos temos uma sombra dentro de nós não sabia? A iluminação requer que a encaremos de frente, por incrível que pareça vc está começando a trilhar esse caminho. Antes de tudo obrigado por sua visita, sinta-se a vontade de questionar, perguntar, exercitar os por quês, pois bem sei que dentro da Torre de Vigia isso não é permitido. O acimentar, a supressão e a submissão da individualidade é constante, que bom que aqui você possa ser quem vc é!

    ResponderExcluir
  7. VC FILOSOFA DEMAIS....TEU PALAVREADO OCO NÃO CONVENCE A VC MESMO E VC QUER CONVENCER A MIM??? VC AINDA PENSA NAS TJS, FALA NAS TJS, ESCREVE SOBRE AS TJS, PESQUISA SOBRE AS TJS...NENHUM CAMINHO FOI TRILHADO POR VC...AINDA CONTINUA NO MESMO. COMO É QUE EU JÁ ESTOU TRILHANDO ESSE CAMINHO SE VC DONO DESSA TEORIA ESTÁ ACORRENTADO NO MESMISSIMO LUGAR??

    ResponderExcluir
  8. "NENHUM CAMINHO FOI TRILHADO POR VC...AINDA CONTINUA NO MESMO. COMO É QUE EU JÁ ESTOU TRILHANDO ESSE CAMINHO SE VC DONO DESSA TEORIA ESTÁ ACORRENTADO NO MESMISSIMO LUGAR??"

    Bom, quando a gente sente que pode fazer alguma coisa pra alertar alguém a não cair no buraco que a gente caiu, acho que é uma boa iniciativa.
    Pelo jeito, é isso que acontece aqui neste Blog, idéias e informações são trocadas, com o intuito de alertar as pessoas quanto ao buraco que é a religião testemunhas de jeová...
    Isso é um caminho, trilhado por quem o escolheu...

    ResponderExcluir
  9. A QUESTÃO CHRISTIANO É A SEGUINTE: O PASCOAL SE REFERIU A "TRILHANDO UM CAMINHO"...MAS DEMONSTRA QUE ELE MESMO, DONO DA TEORIA CONTINUA NO MESMO LUGAR. SUA MENTE ORBITA EM TORNO DAS TJs...ELE SE REFERIU A TRAUMAS NUM OUTRO COMENTARIO. QUEM TEM TRAUMAS E NÃO CONSEGUE SE LIVRAR DELES PRECISA PROCURAR UM ESPECIALISTA...NENHUMA PESSOA SADIA MUDA PARA FICAR REMOENDO O PASSADO...VC SE REFERIU CHRISTIANO A "BOA INICIATIVA"??? SAIBA QUE DE "BOA INTENÇAO" O PRESIDIO ESTÁ CHEIO.

    ResponderExcluir
  10. O anônimo é um visitante assíduo do nosso Blog...que bom, pelo menos a leitura é atrativa para ele. Pena ser tão repetitivo e sem um conteúdo maior de idéias ou mesmo de sentimento,já que vive num meio pouco propício para isso. Mas aqui Christiano, ele se solta, vê como esbraveja, se indigna, se revolta? Como já disse anteriormenta, ele está num caminho vo e nem se apercebe disso, mais na frente ele com certza vai perceber isso...tudo ao seu tempo! Um grande abraço anônimo, volte sempre!

    ResponderExcluir
  11. ...ISSO É PROPOSITAL, ESTOU SENDO REPETIVO, PRA TI MOSTRAR COMO É ALGUÉM SEMPRE VOLTAR PARA AS COISAS ATRÁS...NÃO SE PODE AVANÇAR COM ALGUÉM QUE TEM UMA MAQUÍNA DO TEMPO NA CABEÇA...VC AINDA QUE NÃO PERCEBEU A SUA INCAPACIDADE DE SUPERAR O PASSADO...MAS SE NÃO ACREDITA EM MIM PERGUNTE PARA QUALQUER PESSOA COMO SE CHAMA DETERMINADO ALGUÉM QUE ESTÁ SEMPRE REVIVENDO AS MAGOAS DO PASSADO, ESCREVENDO, LENDO E FALANDO DO ASSUNTO??? TI DIRÃO: PARANOICO!!! ISSO É LIBERDADE???

    ResponderExcluir
  12. Olha, anônimo, de paranóia eu entendo...rsrsrsrs estudei isso por bons anos...
    E essa definição que você tenta dar não tem nada que ver com paranóia.
    Me parece que você tem uma certa dificuldade em entender o que está sendo discutido aqui. Imagine um psicólogo, ele estuda anos e mais anos as teorias e técinas de intervenção, isso para ter um certo conhecimento. É assim para toda profissão. Um historiador também se dedica a um determinado assundo por muito tempo até conhecê-lo um pouco e poder dizer alguma coisa sobre ele.
    Eu te pergunto: esses profissionais estão fixados em um determinado ponto por algum tipo de patologia ou porque desejam ser sérios e precisos quanto à sua área?
    A resposta não parece difícil, né?

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  14. Apagou a mensagem??? Cadê a liberdade de expressão que vc tanto defende??? Voltaire disse: "Não concordo com que vc diz, mas defenderei seu direito de dizê-lo até a morte". É meu caro vc não gosta muito da opinião dos outros, vc pode alegar o que quiser mas essa atitude de apagar comentário prova sua intolerância.

    ResponderExcluir
  15. Mais uma vez repito...isso aqui não é um bate-papo, aqui são colocados opiniões sobre o artigo...suas respostas mesmo sem o menor valor de refutação, apenas com mensagens a minha pessoa foram deixadas, assim está sendo mais que respeitado seu direito de expressão. Agora tenho o direito de excluir mensagens que nada acrescentam, aliás, que apenas servem para repetir o que vc já colocou por diversas vezes! Agora eu que pergunto: está sendo vc razoável com sua infantilidade?

    ResponderExcluir
  16. Mesmo??? Porque então vc apagou a mensagem a qual eu respondia sua pergunta sobre a ausencia de meu nome?? Fiz uma analogia em relação mensagens transmitida por anjos e vc entendo a analogia fez igualzinho a Satanás perguntando algo que já havia entendido...Respondi tua pergunta e vc como um bom apostata que é apagou-a. Quando fiz uma defesa ao fato de que a unica religião que prega de casa em casa tal qual os apostolos é as TJs, (mostrando não ser ordenadas por lideres humanos caso contrarios as igrejas evangelicas e catolicas também poderiam fazer tal pregação)vc sem poder refutar isso acusou-as de ter "fé deturpada" tentando fugir do assunto...Quando ti pressionei a explicar porque é uma "fé deturpada" se é essa fé que cumpre a pregação no estilo dos apostólos (de casa em casa) vc de novo qual apostata apagou a msg não respondendo-a....Mas eu entendo: vc não pode responder esse fato, tampouco as outras religiões pode....Quem é que está sendo infatil algo agir no estilo: "A bola é minha e eu não brinco mais"?? Sou eu ou vc? Ao contrario do que vc pensa seus textos são vazios e preconceituosos sem muito o que comentar...Alguém que assiste filmes como Matrix, o Ilusionista e usa-os como referencia para elaborar teses não pode mesmo ter bons argumentos. Portanto, adeus!!

    ResponderExcluir
  17. Caramba, viu que progresso anônimo alfa? Vc conseguiu escrever várias linhas com argumentos,sem ser em caixa alta (ou seja gritando). Estou impressionado por sua evolução! Agora com todo respeito...sua infantilidade e preconceito e principalmente rancor e ódio são visíveis! Vai passear, namorar, alargar as amizades, isso te faria bem. E mais uma coisa...pra quem diz que Matrix não é um bom filme...tá difícil mesmo de vc sair dela (da Matrix)! Boa viagem anonimo alfa!

    ResponderExcluir
  18. É Pascoal o garoto ai em cima tem razão. Vale o principio de argumento, replica e treplica para aqueles que acreditam no livre poder de expressão e opinião, mas vc provou que não é o seu caso, pois apaga os comentarios que lhe atingem como uma bofetada. Veja como sua mente é de fato apostata, capaz de distorcer o que foi expresso. O rapaz disse que assistir filmes como Matrix e o Ilusionista e depois usá-os como referencias indica incapacidade em formular argumentos, ele não disse que o filme Matrix era ruim, Apenas é assaz fantasioso, um produto de modismo hollywoodiano para ganhar dinheiro dos incautos, que daqui a cinco anos todos mundo o taxará de "ridiculo", assim como foi com Nacional Kid sucesso na epoca, mas um monte de bobagens sem sentido depois que passou o modismo.

    ResponderExcluir
  19. Temos mais um anônimo...ok...vamos dialogar! Acho interesante o nível de preconceito e rancor demonstrado por algumas Testemunhas de Jeová ao se pronunciarem aqui, será uma necessidade de descarregar um sentimento de nulidade e de vida de "gado" que levam na Torre de Vigia?
    Acho interesante quando o anônimo em toda sua "santidade" diz: sua mente apóstata! E existem diversas mentes agora? Ou seria apenas a sua completa falta de respeito a opiniões contrárias as suas? Ou seja,uma pessoa que pertence a uma seita exclusivista, que se diz dona da verdade, que diz ter amor, mas que espera com ansiedade um massacre mundial...pois é você não consegue suportar que inúmeras pessoas estão vendo a realidade não é anônimo? Pois é, a Torre de Vigia é tão suja quanto qualquer religião que ela diz ser Babilônia! Não existe diálogo, não existe tolerância, só existem absurdos....Pois é, Matrix é um filme muito complexo mesmo...sua atividade mental ainda está muito travada...mas a esperança é a última que morre...você pode progredir!

    ResponderExcluir
  20. Mas, anônimos, e o artigo em questão, sobre ciencia e religião, o que vocês acham?

    Abraço!

    ResponderExcluir
  21. Você se altera facil meu rapaz,não precisa espernar, estou ti dizendo a verdade: sua mente é apostata sim. Não pode fugir disso é um apostata que serve ao Diabo, é montaria de Satanás. Perceba que os demonios cavalgam sobre vc como um cavalo. Saiba que se vc tivesse se tornado alguém melhor estaria livre de: linguagem suja, pornografia, sexo imoral e bebedeira.É este alguém? Se tivesse se tornado alguém melhor estaria pregando o reino de Deus. Onde estão seus discipulos? Sem ofensa, mas vc é apenas mais um apostata. E deturpou de novo o que foi dito, saiba de uma vez por todas esses filmes são apenas fantasias. Entendeu??? Acho que vc não pode fala sobre falta de respeito a opinião dos outros, afinal vc apaga os comentarios que não gosta.

    ResponderExcluir
  22. Você fala de "massacre mundial" como se estivessemos esperando a morte de milhões de santos inocentes. O mundo está cheio de pessoas ruins. Filho mata pai, pai violenta filha, esposa trai o marido e o assassina por causa dos bens, jovens drogados espangam idosos. Por causa de um tenis ou celular pessoas são mortas. Guerras são travadas por causa de territorio, petroleo ou superioridade etnica. Essas pessoas estão sendo avisadas que Deus irá punir os impios, mas estas insistem em fazer o mau. Veja que centenas de pessoas por livre e espontanea vontade resolveram terminantemente matar, roubar, fraudar,adulterar, corromper, estuprar,se drogar, fornicar e a prestar adoração ao Diabo, diga-me então: é correto que estes continuem na Terra promovendo a iniquidade? A Bíblia diz que não, Romanos 1:32 diz: " Embora estes conhecessem muito bem o decreto justo de Deus, de que os que praticam tais coisas merecem a morte, não somente persistem em fazê-las, mas também consentem com os que as praticam". Note que os seus "pobres massacrados" estão cientes que praticam o mau e que merecem a morte (afinal conhecem bem o decreto de Deus, ou vc acha o mundo é um inocentizinho que não sabe o que faz?). Não só fazem o mau, mas consentem com os que praticam. Sabe porque vc diz que é "massacre" o julgamento aplicado aos impios? Primeiro: Satanás ti influência a declarar injusto o julgamento de Deus, e injusto aqueles que esperam que os impios sejam julgados por suas ações. Segundo porque vc também está incluido nos que irão sofrer destruição. Terceiro porque vc não teve uma filha que foi estuprada e morta, se tivesse estaria ansiando pela justiça de Deus que punirá os iniquos. É uma pena meu caro, mas vc demonstra que suas ideias são induzidas por demonios. Não esperar que os iniquos seja destruidos é desejar que o reino de Satanás se perpetue aqui na Terra.

    ResponderExcluir
  23. Moises, essas ameaças me deixaram com medo...
    Assim vou acabar me tornando testemunha de jeová pra tentar me salvar da punição do seu deus de amor.
    Afinal, pelo jeito que você está colocando as coisas, existem dois caminhos: ou seguimos seu deus de amor, ou seremos destruídos...
    Eu só não entendo onde está o amor nessa história toda.
    E o artigo sobre ciencia e religião?

    Abraço!

    ResponderExcluir
  24. Moisés...finalmente nome aos bois...vc é um frequentador assídui do Blog...que bom...certas matérias só fazem efeito depois de um certo tempo...cada um tem seu tempo Moisés....
    É interessante observar seus acessos de ira...sua vontade louca de atacar...já disse uma vez, se fosse em tempos de apedrejamento vc estaria lá, ansioso....não consegue refutar e com isso só se entrega o ódio....calma amigo, se vc está feliz sendo TJ que sou eu para lhe julgar...siga seu caminho, agora saiba respeitar quem não quer ser mais. Se ser uma TJ é berrar sem pensar e desobedecer a sua tão amada Torre de Vigia estando aqui em sites "apóstatas" isso é estranho! Vc acaba sendo um mau exemplo para uma TJ, pois desobedece...será que tem coragem de falar para alguém da Torre que vc me visita? Olha que vc pode ser repreendido...cara...vai em paz e tenta meditar mais sobre o amor...isso faz bem ao coração!

    ResponderExcluir
  25. Pois é, agora que vc com sua mentalidade maniqueísta do bem e do mal (isso tá parecendo o Bush falando do eixo do mal)disse suas "verdades" e acha que todo o mundo está condenado só porque vc quer...então nos preparemos né? Agora, segundo vc sou um servo do "Satã", isso é pra levar a sério mesmo ou foi só uma piada sua...bem deixa pra lá....cada um com suas neuroses!
    Vou deixar uma frase de Leonardo Boff muito interessante....é o seu texto diário de hoje Moisés:
    "As diferenças constituem os caminhos normais de revelação das diversas dimensões da verdade. Por isso importa ser tolerantes com todos os diferentes. Sem eles, somos menos e participamos menos da verdade. Quem rejeita ou rebaixa ou propositadamente desconhece o outro, se empobrece e se priva de dimensões da verdade que o poderiam fazer mais livre e mais rico".

    ResponderExcluir
  26. Ameaça? Do que vc está falando Christiano?? A idéia contida na Bíblia é clara mas vc parece se fazer de ingenuo. Alguém resolve ser marginal, é avisado pela lei e pelos amigos que há uma punição nesses casos. Mas este alguém insiste em roubar, matar e violentar,quando a lei finalmente o castiga por seus crimes, pode-se dizer que é falta de amor puni-lo? A Bíblia avisa sobre a punição e essas pessoas sabem que praticam o mal, mas resolveram insistemente praticar o adulterio, a fornicação, o roubo, o trafico, a guerra, e a corrupção. Diga-me seria correto que essa pessoas não respondam por seus atos? Ou vc acha correto alguem praticar o mal e não ser responsabilizado? Veja: as leis de Deus existem antes do universo ser criado, assim os humanos é que devem se enquadrar a elas e não ao contrario. Imagine: alguém pratica bang jump e sabe do perigo envolvido,ai um belo dia o elastico arrebenta e o acidente é fatal. Seria correto alguém pensar de modo recentido: "Ou eu obedeço a lei da gravidade ou serei destruido". Essa lei existe antes do homem, estabelecida p/ o bom funcionamento do universo e não deve ser desafiada, quem o fizer está assumido um risco. Assim também a lei de Deus, existe antes do homem, estabelecida p/ manter a ordem.Deus não pode simplesmente mudar suas leis só por causa do homem, deixando-o livre p/ fazer o que bem quiser sem responder por seus atos. O pior é que alguns não praticam o mal pra si mesmos, mas fazem outros de alvo de sua maldade: alguns matam por prazer ou pra roubar, outros consciosamente proliferam doenças sexualmente transmissiveis, outros espancam os pais idosos (as vezes matam), pais espancam e estupram os filhos, outros drogam adolencentes e protituem-nas, seria correto não pagarem? Não sei que idéia vc faz do amor, mas esteja certo que até mesmo o amor tem limite de tolerancia. Aquele que ficou resolvido em fazer o mau tendo todo conhecimento do que é certo será responsabilizado pelo que faz. Em segundo plano nem chega a ser uma questão biblica, mas de justiça, pois alguém que tem um pouquinho de senso do correto sabe que esses atos devem ser punidos.

    ResponderExcluir
  27. Primeiro Pascoal, só pra sua informação: Tenho 8 irmãos, sou o setimo. Quando o quarto filho de minha mãe nasceu ela se tornou TJ. Quatro de meus irmãos se tornaram TJ. Meu pai, eu e meus outros três irmãos não.Por muitos anos minha casa foi frequentada pelas TJ. Era constante a presença deles, os estudos biblicos e as publicações. Por muitos anos vi minha mãe e meus irmãos ir a reuniões, assembleias e congressos, até por muitas vezes os acompanhei. Porém, meu pai era um tanto opositor e criou barreiras em alguns de nós. Me casei e minha esposa passou a estudar com minha irmã e também se tornou TJ. Só depois disso passei a estudar e há + ou - dois anos que assisto a reunião regularmente. Minha esposa já fala em eu começar a pensar em ser publicador, porém meu instrutor ainda não tocou no assunto. Portanto meu caro vc fala do que não conhece, isso é natural pois é uma maneira de vc demonstrar sua raiva. Não sou vergonha pra Tjs ainda não sou batizado, sou estudante. Já conversei com alguns anciãos sobre as questões e acusações de sites apostatas e eles me aconselharam apenas a ter cautela, pois são induzidos pelo Diabo (coisa que eu constatei aqui no seu blog, quando vc considerou "massacre" o julgamento justo de Deus. O que vc quer, que Satanás e seus asseclas se perpetue na Terra?. Olha meu amigo é vc quem demonstra odio pelas Tj, atira pedras incessantemente, eu não odeio ninguém, alias nem tenho motivos para tal. Mas vc parece que tem, como vc disse cada um tem suas neuroses. Apenas digo-lhe o seguinte: essa sua forma de pensar é totalmente contra a Bíblia, qualquer um que a ler (quer seja catolico, Tj ou evangelico) vê que Deus punirá os impios. Não meu caro, todo mundo não está condenado só porque eu quero, apenas aqueles que se vivem para praticar o mau e a prestar adoração ao Diabo. Os impios não podem sair impunes.

    ResponderExcluir
  28. Moises, eu entendi o que você está dizendo. Mas observe que as leis que temos em nossa sociedade foram criadas, em sua maioria, para que o convívio seja possível. Existe um "porque", uma justificativa racional para que elas sejam respeitadas. Ainda, caso essas leis se mostrem obsoletas, devem ser reformuladas, conforme costuma acontecer de tempos em tempos, de acordo com os valores, ideais e necessidades de cada época e contexto.
    No caso da queda do Bang Jump, a lei da gravidade é uma constante, se você desafiá-la pode se machucar, pode morrer, porque todos os corpos vivem sob essa lei. Mas essa lei não tem uma vontade prórpria, é desprovida de intencionalidade, é apenas um fenômeno físico.
    Mas e a lei do deus da bíblia? Ela é fundamentada na VONTADE de um deus que, pelo que se acredita no cristianismo, criou o homem e quer que este seja submisso às suas vontades.
    Mas esse deus deu livre arbítreo para esse mesmo homem. Então, de um lado temos a vontade de deus, do outro a vontade do homem, pois o homem tem no desejo uma de suas características mais fortes.
    Aqui não estão em jogo leis da física, ou algum tipo de lei criada em sociedade com fins de melhorar o convívio.
    O que temos é uma questão de VONTADE do criador, que se sente no direito de impô-la, visto que ele é o "dono" e criador de sua obra. Essas vontades não têm um fundamento na razão ou em discussões feitas em grupo. Ela simplesmente existe porque deus quer que seja assim.
    Agora imagine um casal que resolve colocar um filho no mundo. Esse casal tem seus valores, tem seus ideais, tem suas crenças, suas visões de mundo, enfim, tem suas verdades. Mas o filho que nasce, como acontece algumas vezes, não concorda com essas verdades e valores, e passa a seguir um caminho diferente do que seus pais queriam traçar para ele. E assim costumam nascer novas idéias, novos valores.
    Observe que não estou falando em matar, roubar ou desafiar a lei da gravidade, estou falando de visões de mundo, de crenças, de valores.
    Se o casal realmente ama seu filho e é maduro o suficiente para tentar compreender seu ponto de vista, e até mesmo discutir seus valores com os do filho, você acha que a punição, ou destruição é a atitude mais correta e eficaz? Ou o amor e respeito pela opinião divergente é o mais sensato?

    ResponderExcluir
  29. Pelo que eu li das postagens do Moíses ele acredita na bíblia e por isso pensa que TODOS também devem acreditar nas interpretações feitas pelos homens do Corpo Governante que se auto-desiginaram como o "canal de deus na terra". A organização Torre de Vigia ensina aos seus seguidores a ser completamente submissos a esse grupo de homens.

    O Moíses é um exemplo típico de pessoas que estando cegas aceitam tudo que lhes é ensinado pela Torre de Vigia, ele não pode discordar e tem que aceitar passivamente os mandos e desmandos dessa organização. O Moíses não aceita a idéia de que alguém possa sair dessa seita sem sofrer punições nas mãos desse deus de "amor" que não tolera pessoas que pensam diferente da cartilha das Testemunhas de Jeová.

    Está ai um exemplo de fanatismo e isso graças a Torre de Vigia. O Moíses não consegue refutar as acusações e se limita a nos condenar. Digno de pena pois ele agi como um robô do Corpo Governante.

    ResponderExcluir
  30. Olha Pascoal, é duro dialogar com eles, pois tem a mente fechada, e somente vão perceber que estão errados quando saírem de lá por um motivo qualquer, aí sim, sem a pressão e todo o trabalho que é feito pela Torre para mantê-los "robôs", é que verão que não estão "na verdade", pelo contrário, é tudo um grande engodo.
    Nós que nos livramos, tentamos ajudar e somos mal interpretados.
    Tem pessoas que por terem mais de 20 anos nessa, sabem a verdade mais não tem forças nem saúde para sair, fecham os olhos e continuam, nem tão firmes. Apenas continuam.
    Um abraço,
    Josita

    ResponderExcluir
  31. Olá .
    1- Quero saber,o que lhe fez chegar a essa sair das TJs,da organização? E como vc já se fez presente na Tj, porque não gostam do nome "igreja" já que pela Biblia fazemos parte do novo testamento, então somos "filhos da graça", por Cristo,somos corpo de Cristo, e só temos que ter "Fé"
    Vou fazer mais perguntas do que comentários, já que o blog tem pessoas assiduas.
    2- Porque este versículo biblico é usada pelas TJs:" ...e conheceres a verdade e a verdade vós libertará." É o que eles "pregação nos seus estudos" vc tem que se achegar a Deus Jeová... mas não sabe que mas a frente tem outro versículos que Jesus diz:" EU SOU a VERDADE e a VIDA "NINGUÈM" vem ao Pai(que é JEOVÁ) a não ser por mim".Você só acesso ao Pai através de Cristo por mas vincúlo nenhum,nós não temos o Pai se não tivermosa Cristo.
    Então a verdade é toda em Cristo e vc só fica perto ou se achega de Deus através de Cristo. Paulo tem muito valor em suas palavras(nas tjs) muito mas que Cristo na sua vinda entre os homens e mesmo assim não aceitam Cristo, pois Paulo foi o que levou mas o nome de Cristo,e mesmo assim é banido pelas TJs.
    3- Como podem falar que todos que não são da Tj são pessoas do mundo e vivem na Babilonia, se eles mesmo em seus estudos falam que Cristo foi glorificado em 1914? quem teve lá nos céus na GLORIFICAÇÃO pra descer aqui e escrever a data? DESCULPE-ME... mas Cristo foi glorificado antes de Paulo (o apóstolo) ter morrido e ele não morreu a 96 anos atrás. Apotam as pessoas que falam o futuro,pois pela biblia são adivinhos ou que falam com mortos São esclusos dos reino de Deus,então ele não vão pra o reino dos céus, pois pra chegar nessa tese, "alguém" adivinhou ou morreu e mandou recados por um vivo.
    4- Pois tem muitas coisas que eles deixam muitos adesejar, entre o racíonio humano e da vida biblica,são pessoas que dita regras dão certeza nas coisa de tese ciêntifico colocando a biblica como fonte de barreira pra os seguidores deles, mas não conheço e nem os que dentro da organização conheçem uma pessoa que faz parte do lado físico ou da parte de biológia, nem mesmo eles que se formam escolhem aréas cientificas, muito menos em saúde ou a aréas de estudo da teologia,que pra ele era o mas favoravél pra manter a tese escatólogica dele,(se existe).
    abraços...

    ResponderExcluir
  32. GENTEEEE, o tema é ciência e religião,AGORA fica um jantando o fígado do outro,é muito simples cientista dizem que as células do nósso corpo estão sempre se renovando e que éra pra vivermos eternamente,e a religião promete a vida eterna,onde até a morte serà abolida.

    ResponderExcluir

Esse espaço é para um diálogo construtivo...agressões, palavrões ou mesmo ataques pessoais vão ser solenemente excluídos. Comentários que tem uma base de raciocínio e um desejo sincero para aprofundar sobre os temas citados serão muito bem recebidos e publicados. Seria interessante (não obrigatório)ao postar o usuário se identificar!