sábado, 30 de agosto de 2014


A polícia britânica está em busca de um garoto de cinco anos com um tumor cerebral, que foi retirado de um hospital em Southampton por seus pais, contra a recomendação dos médicos.
Suspeita-se que Ashya King, que havia sido submetido a uma cirurgia recentemente, esteja na França com sua família. De acordo com as autoridades, a saúde do menino pode se deteriorar rapidamente. Ele não consegue se mover e nem se comunicar verbalmente.
Na quinta-feira, funcionários do hospital permitiram que Ashya fosse levado da enfermaria onde estava sob a supervisão dos pais, como parte de seu processo de recuperação após a cirurgia.
Foi confirmado que a família é de Testemunhas de Jeová, uma religião que rejeita transfusões de sangue. No entanto, ainda não se sabe se este é o motivo da atitude de seus pais, Brett e Naghemeh King.
O chefe de polícia assistente Chris Shead afirmou que "o tempo de Ashya está se esgotando".
"É vital que o encontremos hoje. Se ele não receber cuidados médicos urgentes, ou receber o tratamento incorreto, sua condição pode oferecer risco de vida", afirmou.
Segundo Shead, Ashya está em uma cadeira de rodas e se alimenta através de um tubo movido por uma bateria. A bateria deve acabar ainda nesta sexta. O Escritório de Informação Pública para Testemunhas de Jeová na Grã-Bretanha diz não ter certeza de que isso motivou a fuga.
"Não temos conhecimento de nenhuma indicação de que a decisão deles foi motivada por convicções religiosas", afirmou a organização em comunicado.
"As Testemunhas de Jeová são encorajadas a buscarem o melhor tratamento médico para si e para seus filhos."
A polícia diz manter "a mente aberta" a respeito do que levou os pais de Ashya a fugirem com ele.
Acredita-se que os pais de Ashya e seu seis irmãos tenham saído da cidade de Portsmouth para Cherbourg, na França, em uma balsa que cruza o Canal da Mancha. A polícia francesa confirmou que já está realizando buscas em hotéis e circuitos de câmeras internas.
Autoridades britânicas também fizeram um apelo nas redes sociais para que o paradeiro da família seja informado. Um dos irmãos de Ashya, Naveed King, falou sobre a doença do garoto em um vídeo postado no YouTube no dia 23 de julho.
"Eu não dormir quase nada, passei a noite em claro preocupado", disse. "Nenhuma criança de cinco anos merece ter um tumor cerebral."
Créditos:
OBS: O título foi mudado para informar que os pais pertencem as Testemunhas de Jeová.


2 comentários:

  1. Fui Testemunha de Jeová por aproximadamente 15 anos e lamento muito ver uma criança inocente e doente estar nessa situação de risco. Até agora não ouvimos o pronunciamento da equipe médica sobre o caso, porém a relação da denominação religiosa Testemunhas de Jeová com a classe médica sempre foi e será problemática devido principalmente a política (camuflada de crença) da proibição da transfusão de sangue que anualmente faz centenas de vítimas no mundo. Uma simples pesquisa no Google mostrará a quantidade de casos e de batalhas jurídicas que se repetem quando os pacientes são Testemunhas de Jeová. Sabe-se que tratamentos com quimioterapia ou radioterapia podem ter como efeito colateral a anemia, assim em alguns casos a transfusão de sangue é necessária. Realmente fico chateado por apenas responsabilizarem os pais, que com certeza naquele momento de angústia estavam e estão fragilizados, mas que seguem fielmente uma cartilha da liderança mundial das Testemunhas de Jeová. Porém, em nenhum momento a Associação jurídica das Testemunhas de Jeová vai expor suas contradições para a opinião pública e responsabilizam unicamente os pais por tomarem uma ação inconsequente.

    ResponderExcluir
  2. são pais doutrinados tendenciosamente e muito atemorizados que fazem isso ... apesar do discurso cuidado oficial da religiao ... e eles são instruidos a isentar de responsabilidades a liderança.
    José Garcia

    ResponderExcluir

Esse espaço é para um diálogo construtivo...agressões, palavrões ou mesmo ataques pessoais vão ser solenemente excluídos. Comentários que tem uma base de raciocínio e um desejo sincero para aprofundar sobre os temas citados serão muito bem recebidos e publicados. Seria interessante (não obrigatório)ao postar o usuário se identificar!