terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

O QUE SERIA UMA TESTEMUNHA DE JEOVÁ LIGHT?




O que seria uma "Testemunha de Jeová Light"? 


Ela frequenta esporadicamente as reuniões mais no papel de um visitante, e, como visitante, observa toda a dinâmica do local interagindo muito pouco. 


Ela ouve os discursos, mas o tempo todo os questiona. Está presente, mas não se sente fazendo parte do todo. Discorda de alguns temas, principalmente de dogmas fechados. Seu questionamento é interior, solitário, sem ter para quem falar.

É uma pessoa que está no local, porém não se identifica com o todo. Até quando conversa com seus colegas de fé, sente que não há sintonia. Ela parece mais um expectador de tudo, que vê tudo na contra mão .

Olhar tudo na contra mão proporciona a ela uma visão diferente de tudo. Mas andar na contra mão é cansativo, pois você tem que desviar de tudo e de todos o tempo todo, senão você se choca literalmente. Quando passa por situações de enfrentamento, por exemplo: por que não é pioneiro, por que faz faculdade, por que viaja tanto, por que faltou à reunião, por que suas horas de campo estão baixas, ou seja, por que destoa tanto do resto? Ela tem que dar alguma resposta, que nem sempre é o que pensa de verdade.

Mas quando sai dos arredores da religião, se sente inteira, mais à vontade. Lá fora sim, ela é autêntica - ela se sente livre. Cansa driblar tanto o crente como o descrente, pois mesmo fora da religião tem que ficar atento, se equilibrando para não "dar bandeira" e destoar tanto do que se espera de uma clássica Testemunha de Jeová.

Ela tenta tanto se equilibrar nessas duas pontas, que se desgasta. Muitos passam a apresentar sintomas de ansiedade e de depressão - sentem falta de um interlocutor que os ouça sem moralismo. Com quem falar sobre essas duas pessoas que os habitam e que brigam entre si?

Por que uma pessoa, se torna uma "Testemunha de Jeová light" ?

Para poder continuar fazendo parte de algo com que não concorda plenamente, sem 'sair do armário' metaforicamente falando, pois se sair deste armário, vai ter que travestir uma outra roupagem bem diferente do que esperam que ela vista.

Tem pessoas que se casam com um concrente. Os membros de sua família imediata são todos Testemunhas de Jeová. Como esta pessoa vai se desligar da religião sem causar um grande desconforto a esta família? Ou até seu trabalho poderia ficar comprometido, pois todas as suas referências profissionais são irmãos de fé.

Ser light não necessariamente é ser leve, livre e sim um atalho para que ela possa continuar dentro, mas estando na beirada. Sem decidir categoricamente se continua na beirada, se vai para o meio ou se sai deste contexto todo.

Muitas Testemunhas de Jeová light na verdade preferiam ser mais crédulas, não tão críticas e analíticas. Seria muito mais cômodo não ter tantos questionamentos e simplesmente acreditar no que ouvem e se identificar com isso.

São pessoas críticas em tudo e obviamente vão ser no quesito religião. Mas, como não há espaço para questionamentos dentro da religião, elas padecem por serem diferentes da maioria, e vivem solitárias e amarguradas.

Para estes, o ser light se torna a única saída do momento. A pergunta que muitos se fazem é:

"Tem espaço para mim aqui dentro? Amo o nosso Deus mas, discordo de muitas coisas. Para onde eu vou então?"


Dr.BArilla


Artigos relacionados:

57 comentários:

  1. Não tive o desprazer de viver assim (inda bem).Quando era Tj tinha lá minhas dúvidas e questionamentos que nunca foram respondidos.Fui desassociada pelo dito ..."imoralidade sexual" ,por eu ter deixado claro que iria me divorciar e ter arrumado um namorado antes disso.Sempre achei is discursos repetitivos e tendenciosos.Só descobri de fato a verdade sobre "a verdade" após anos de minha desassociação.Sofri muto com a rejeição de minha família.Porém tanto este blog (foi o 1º contato com a dissidência ) quanto o fórum extj foi de grande ajuda para eu me desconectar da matrix.Antes eu pensava que não teria mais vida social depois q saísse da torre,mas resolvi fazer outras atividades sociais com um pensamento...uma pergunta em mente: Será que neste mundo de bilhões e bilhões e pessoas,comparado a meia dúzia de tj loucos,incluindo familiares que me desprezaram...não existem pessoas boas de coração que irão me amar??? Bom...hj tenho a resposta a esta pergunta que me fiz há alguns anos atras!! Existem sim pessoas "mundanas" boas de coração,e que sei que me amam.O pensamento que eu tinha,pode parecer bôbo,mas é o pesamento de muitas tj que sentem a vontade de sair da torre por medo e não conseguir se relacionar com mais ninguém.Mas o fato,é que conheci pessoas maravilhosas no dito "mundo",posso até dizer que conheci pessoas melhores do que os tj que eu conheci.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me sinto exatamente como no texto. fiz de tudo para me "encontrar " na organização,mas nunca aconteceu . Temo ficar sozinha para sempre,sem amigos e vida social . ñ sei com quem contar.

      Excluir
  2. é exatamente assim que me sinto dentro da STV.Esse texto falou tudo, me descreveu completamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nao seja light entao seja como Josué firme e forte por vc por sua propria vida por amor a Jeova e pela esperança que lhe é apresentada.Nâo seja morno espiritualmente...apocalipse 3:16 Jeova fala q vai vomitar os mornos......que sao os que nao tomam firmeza,nao lutam,estao nas reunioes para guardar cadeira.Querem as coisas a seu modo,nao a maneira de Jeova.Satanas de morno foi para frio e o amor se extinguiu de seu coraçao até se tornar o maior opositor e apostata que existe.

      Excluir
  3. Y cada vez hay mas testigos Light, hasta las revistas se han convertido en Lights, lo cual quere decir que son personas que se acercan a la paostasia, son candidatos a ella desde el punto mismo en que comienzan a dudar y a cuestionarse.

    ResponderExcluir
  4. Euuuu era assim! !!

    ResponderExcluir
  5. La duda ya es un punto de inflexión

    ResponderExcluir
  6. Ednilson Sacramento9 de fevereiro de 2016 16:01

    Eles me disseram...: seja um hipócrita (finja que acredita, só não espalhe os motivos que o levaram a não acreditar mais nisso), mas não saia da organização de Jeová..
    O que você vai encontrar lá fora..
    Se você sair, você perderá a sua vida eternamente.., então fique conosco..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso não é verdade! Eles não iriam falar essa bobagem! Eles só tentam encorajar os fracos espiritualmente, se você interpretou dessa forma, pois digo que está muito enganado.

      Excluir
    2. Várias pessoas me disseram o mesmo. Incluindo anciãos. Portanto existe sim (e eu vivi na pele) uma tentativa de manter a pessoa dentro da organização mesmo de fachada.

      Excluir
    3. Sério isso? Abismada com sua revelação 😱 absurdo!

      Excluir
  7. Eu era assim. Ate que não suportei não me sentir bem no todo.

    ResponderExcluir
  8. Isto tem demais eu conheço vários... não abandonam pelo círculo de amizade conquistado.. m

    ResponderExcluir
  9. Pascoal, esse texto acaba de me descrever !!!!!!

    De fato, se, por algum milagre (uma "nova luz" bem forte mesmo), a WTBTS retirasse as restrições farisaicas sobre como tratar os "excomungados", haveria uma avalanche de pessoas deixando o "campo de concentração".
    Eu seria um dos primeiros da fila....

    Outro termo técnico para TJ "Light" é Infiltrado !!!

    ResponderExcluir
  10. Eu diria que esse texto descreve muito bem a maioria dos aprisionados lá dentro, inclusive a mim. A pessoa tem que se manter light pra não sofrer as consequências de ser um ser pensante.

    Eu acho que seria difícil alguém entrar na organização pra ser Testemunha de Jeová light. Geralmente a maioria nessa condição, são assim pois entraram de gaiato (ou nasceram lá) e podem se colocar numa situação muito desfavorável se sair. A diferença é que alguns não tem muita idéia do que realmente são e podem se ver como pessoas desanimadas. Eu acho que esses sim são aqueles que fazem jus ao que está destacado no texto acima.
    Os outros (dissidentes aprisionados por exemplo), por outro lado sabem o que são (tj's lights) e tem a possibilidade de trabalhar com isso ou pelo menos equilibrar melhor suas decisões e ações dentro da torre.

    O texto é ótimo, e analisar essas variáveis por outros ângulos nos ajudam a tirar conclusões mais corretas que podem nos ajudar numa "camuflagem" mais elaborada, o que nos preservaria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, existe mts assim no salão, conheço alguns, isso é prova de que eles não está lá por amor a Deus, é isso o que importa, talvez estejam lá por motivos egoítas, por familiares e etc. Correto!

      Excluir
  11. light eu nao conheço...

    mas umas quarentona extra-virgem e com baixa acidez... ta cheio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, cada um sabe o que quer, se elas decidiram isso pra elas, quem somos nós para questionar? HAHAHA

      Excluir
  12. Falando sobre aqueles que sofrem com conclusões precipitadas e erradas, muitos são interrogados quanto ao motivo da desanimação lá dentro. Essa é uma das palavrinhas que mais faz meu sangue ferver quando a ouço quando o assunto é relacionado á torre. Será que as pessoas não entendem que um ser desanimado é aquele que fica TRISTE ao saber que não está dando o 'seu melhor pra Jeová', e não aquela pessoa que simplesmente não quer saber dos assuntos torreanos?

    O desanimado fica com vergonha de não comentar, de não ir ao campo e etc (mas ele pode até se esforçar ás vezes). O dissidente faz piada com essas situações (pelo menos eu faço). Não consigo entender como eles podem chamar uma pessoa assim de DESANIMADA. Eu só tento encontrar uma palavra curta e definitiva pra elucidar na cabecinha de meus irritantes amados concrentes que eu não estou desanimado, e que na verdade o buraco é muito mais embaixo.

    ResponderExcluir
  13. Vocês piraram de vez? Light? Que texto mais sem pé nem cabeça esse, a única coisa que um EX testemunha de jeová pode fazer é ficar o mais longe o possível dessa fábrica de loucos. Isso se a pessoa não for daquelas abençoadas de verdade que nunca entraram num salão do reino!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claudio Graziani perceba que o texto aborda Testemunhas de Jeová que gostariam de sair, mas não podem por algum motivo e por isso viram "light".

      Excluir
    2. É sofrimento demais, nada vale isso, nem família.
      A pessoa acaba enlouquecendo por isso.
      Vivi isso e vi isso acontecer.
      É absurda a idéia de "amar a um deus" destruidor, vingativo e mau, de forma light ou não.
      É só ver os relatos que existem nessa página para entender isso.
      Não existe discussão possível com essa gente.
      Me desculpe não ter meio termo com isso, mas tendo passado dos meus nove aos doze anos nessa loucura, e acredito que tem muito mais ex nessa situação, não tenho como ficar quieto, é tortura para uma pessoa estar ali e não cair na loucura deles de cabeça.

      Excluir
    3. Claudio Graziani Acredito , conheço algumas pessoas perdendo a razão , familias destruidas , e a nivel de heranças essas pessoas querem tudo para elas , são incorretos , maus , etc

      Excluir
  14. Os administradores desta página gostavam de estar lá mas à maneira deles. Eu me arrependo todos os minutos que lá estive. Esse texto não faz sentido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Frederico Teixeira da minha parte quando descobri a VERDADE sobre a "verdade" pedi minha dissociação em menos de 1 ano. O texto foi feito por um(a) profissional da área de saúde que acompanha na sua clínica casos de TJs. O texto não apóia ninguém a ficar lá, apenas mostra que muitas pessoas ficam lá porque algo os aprisiona.

      Excluir
  15. eles não aceita uma pessoa assim junto ales

    ResponderExcluir
  16. tem muitos assim na torre

    ResponderExcluir
  17. Eu tentei ser light, mas passaram a me evitar por eu ser "fraco". Depois me afastei e me viravam o rosto na rua. Com essa gente só o tio Stalin mesmo.

    ResponderExcluir
  18. Conheço muitos que estão la exatamente assim parecem zumbi. Interessante que são os antigos na org, os perderam o medo do cg e pesquisam fora da matrix. Como não querem tomar do próprio veneno o "TOTAL. Desprezo" "continuam lá mas muito infelizes. Lamentável!!!

    ResponderExcluir
  19. Seria a solução para quem não pode sair ainda, ou para quem quer continuar apesar dos pesares!

    ResponderExcluir
  20. eu sempre fui um destes.,até me libertar totalmente da torre depois de 40 anos.

    ResponderExcluir
  21. A arte da persuasão e da coação é a marca da organização. Por isso as pessoas ficam presas e impedidas de se expor ou mesmo questionar algo que por certo seria sinônimo de perseguição por parte dos da dianteira. Isso por certo ocasiona um desconforto e uma angústia sem precedentes. A certeza de saber que o jogo pode mudar instantaneamente e aquelas pessoas que vc lida e tem amizade durante anos pode lhe tratar com total desdém e desprezo sem sequer comprimenta-lo torna a sua vida um verdadeiro martírio. É como se vc vivesse robotizado sem ter condições de opinar, questionar e viver no livre arbítrio. E o pior que realmente é uma vida robotizada. Eles são pessoas frias, não ajudam o próximo diante das dificuldades, a caridade que Jesus pregou não existe entre eles. Até mesmo os membros da família são orientados a desprezar e não dar nenhuma ajuda de qualquer espécie a seus ente queridos caso sejam desligados da organização até mesmo uma grávida conforme as publicações da torre de vigia orienta. Viver nessa condição realmente traz uma angústia muito grande!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tem o outro texto A ANGUSTIA DE VIVER FORA DA CAIXA , retrata bem o que vc diz !

      Excluir
  22. Existem uma quantidade imensa de pessoas que no passado se afastaram da organização (sendo batizadas) e que não foram desassociadas ou se dissociaram. No passado era comum a expressão "perdeu a identidade". Ou seja existem muitos ex membros batizados que se afastaram e vivem uma vida 100% mundana e nunca passaram se quer por uma comissão judicativa. Sem falar naqueles que até aderiram à religiões espíritas e vivem na condição de afastados podendo falar e interagir perfeitamente com os membros ativos da organização.

    ResponderExcluir
  23. a pergunta que não quer calar : qual a diferença entre estar vivo e realmente viver?

    ResponderExcluir
  24. É verdade Pascoal Naib, gosto muito dos seus textos por que usando uma linguagem de fácil entendimento você consegue transmitir aquilo que sentimos e passamos dentro dos "muros" da torre. Posso falar por experiência própria, neste momento estou enfrentando alguns dos itens que você abordou, minha família imediata é toda TJ, eu já estou a três anos inativo e há pouco tempo divulguei meu total desligamento, mas isso de fato é um grande desconforto para eles. Bem, o que não dar é para viver angustiado, mantendo aparências e pseudo felicidade. Exige coragem, não é fácil, mas é necessário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Junior... Seja firme e prossiga em busca da verdade e encontrarás. "Faça oque fôr possível para prosseguir o impossível Deus fará por você. Salmos 37:5."

      Excluir
  25. Parabéns pela matéria,acho que como grande maioria do pessoal aqui, também ja passei por isso. Acho que desde criança sofri com isso, e piorou qdo eu tava com 14 anos. Hoje tenho 25,soh posso dizer q viver na contra mao não eh saudável pra ngm, quem está nessa vida, faça o possível pra sair dela, pois não vale a pena. Sei que eh difícil pois tem a questão da família, amigos e tal, mas tbm lembre-se que vc soh tem uma vida, e ela passa rápido! E como eu vi uns comentários acima, eu reforço: existem tjs boas? Claro que sim! Mas também existem pessoas do 'mundo' também mto boas, que estão dispostos a te ouvir e te ajudar, sem serem seu juiz e carrasco. Fica um incentivo meu a vcs dentro da prisão Stv: lutem pela sua liberdade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tenho pena de vcs sao de personalidade fraca.se nao gosta nao vai e pronto ninguem e sequestrado ou preso la dentro...afff

      Excluir
  26. Internet. Muita muita internet.
    Não me canso de dizer.
    Eu era bem cego.Só via e lia publicações. Assim que comecei a estar mais informado sobre os podres da religião e a confrontar os anciãos com todas provas comecei a ser visto como um tolo. Adoro ser o que sou. Sei a verdade sobre a religião.
    Tenho pena de todos os que dedicam a vida e obedecem a um grupo de idiotas que os chula e que ao minimo deslize os manda fora.
    Pedofilia, união com a ONU, falsas profecias, a macaca dos 144000 que cada ano são mais, proibicão das vacinas dos transplantes, as 4 caixas de contribuições, o aceitarem tudo como dinheiro, casas, terrenos, joias, barcos, carros, tudo é lucro.
    Fujam dai porque nada disso é o que parece.

    ResponderExcluir
  27. Sempre achei estar na Organização escolhida por Deus.Até descobrir e entender que MATEUS 24:45-52 era UMA ILUSTRAÇÃO,NÃO uma PROFECIA.Jesus não havia designado ninguém para liderar um povo a salvação.Só a fé nele e a obediência ao Pai.Vc não precisa obedecer nenhum "escravo fiel" É UMA ILUSTRAÇÃO COMO AS "5 VIRGENS DOS VERSÍCULOS SEGUINTES".Aí me LIBERTEI E busquei entender o sacrifício de Cristo q abrange a todos e q não podemos saber quem serão os beneficiados,só Cristo. Mas confesso,é difícil se decidir em favor da verdade.Acredito que para muitos é melhor que fiquem lá se suportarem.Se conseguirem ser sinceros com Deus e Cristo permanecendo.Depende do grau de compreensão do assunto ou do que vc pessoalmente considera de máxima importância: "abandonar"os irmãos? Ficar sem se reunir religiosamente pois não foi possível se adaptar as crenças de outros grupos?Ter que explicar verdades dolorosas aos filhos e amigos e correr o risco que o efeito disso seja das mais variadas formas desastrosas.É exatamente como abandonar o judaísmo e seguir um Nazareno louco que se dizia o sacrifício de Deus para Salvar a humanidade.Sou muito idealista,por isso não conseguia mais ouvir a exaltação constantes ao "ESCRAVO",negar o PODER DO SACRIFÍCIO PARA TODA A HUMANIDADE, ter q ratificar ensinamentos absurdos com o meu silêncio.Foi a PIOR E MELHOR decisão da minha vida.Me sinto abençoada-embora com muitas dores-a pesar de servir a Deus e a Cristo sozinha,embora sabendo q há milhares de cristãos verdadeiros pelo mundo.Não condeno quem suporta ficar.Também não tento tirar ninguém.Cristo é quem suscita seus profetas como Paulo,Tindall,Lutero... O Criador e seu Filho estão no controle.Há cristão verdadeiros em todas as denominações cristãs e os reconhecemos por manisfestarem AMOR.Ando com Deus e Cristo,pesquiso,leio a bíblia,amo orar ao meu Deus e agradeço por ele ter me achado digna de ter descoberto a verdade...Que todos vcs permaneçam santos para receber A DÁDIVA GLORIOSA DO ESPÍRITO SANTO SOBRE VOCES.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kelle, me emocionei com o seu post. É exatamente o que sinto, acho e creio, mas nunca consegui expressar. Parabéns!

      Excluir
    2. Vc faz parte de alguma outra religião no momento?

      Excluir
  28. Eu posso dizer que hj sou ligth por imposição da própria religião e não gostaria de estar assim. Mas fui julgada e condenada por ter feito faculdade. Se alguém passou por isso ou sofreu com alguma calunia, gostaria de dividir o que aconteceu comigo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hola querida eu tmbm gostaria d falar com vc! Tens facebook? Procura-m Laurethcesariapitra

      Excluir
  29. Fui light até os 26 anos, tão light que minhas 2 horinhas no relatório, quase sempre "fakes", foram suficientes para que me batizassem, até para responder as perguntas do batismo eu mentia, para responder de acordo com a vontade deles, sendo que pessoalmente, discordava. Achei que apesar de não concordar, não havia problema me tornar uma testemunha, era muito light. Me arrependi profundamente, não posso me dar o prazer de me dissociar e pendurar na parede o certificado de liberdade. Mas, eu abandonei. Não piso mais em um salão do reino, apesar de continuar associada. Tem um nome pra isso? A única sanção é que fico constrangida em alguns momentos com parentes e sempre na frente de ex colegas de congregação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comigo aconteceu o mesmo... ainda hoje (3 anos sem entrar num salão) fico meio constrangido perto dos meus parentes que visivelmente me julgam com os olhos....

      Excluir
  30. eu discordo de tudo isso aqui na minha opinião quem desdenha quer comprar desculpa quer voltar mas não assume por que uma coisa eu digo mesmo em sociedade temos regras e em religiões e as ditas seitas não é diferente o que eu vejo é um monte de gente que não sabe o que quer falando mal só isso

    ResponderExcluir
  31. este texto está correto,sou uma tj assim light a mais de 20 anos.

    ResponderExcluir
  32. Excelente texto! É assim mesmo que me sinto dentro da torre e me sinto assim desde o ano 2000 quando ainda atuava em cargo de SM. Por causa da minha familia eu vivo me equilibrando sendo uma pessoa que está na religião mas minha mente queria estar bem longe dali. Como ainda nao posso sair faço o minimo possivel e de forma mais do que mecanica.

    Somente quando estou no trabalho e com amigos não TJs (sim estou preparando minha saida fazendo amizades fora do circulo TJ) é que eu me sinto eu mesmo, que eu me sinto vivo e para que eu consiga viver esses dois mundos tenho ajuda de uma terapeuta.

    De fato, não é facil ser uma TJ light, e espero de coração um dia me afastar por completo dessa religião para que eu possa ser eu mesmo.

    Ass: Bruce D.

    ResponderExcluir
  33. Não é verdade.
    Só faz pregação quem foi batizado.
    Aquele que frequenta esporadicamente não é batizado e portanto não é TJ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Errado. Não faz pregação só quem é batizado não!

      Para uma pessoa se batizar precisa iniciar a pregação de casa em casa, ou seja, os publicadores não batizados são autorizados.

      Excluir
  34. Para ser sincero, acho que uma Testemunha de Jeová "light" sería um Estudante da Bíblia Associado, que continuaram a obra do Pastor Russell. Isso porque os EBs não são obrigados a ir de casa em casa, podem receber sangue, celebram aniversários e Natal e são beem flexíveis nas doutrinas secundárias, que eles chamam de "não salvíficas"... Este artigo deles aqui é bem interessante: https://estudantesdabibliaassociados.wordpress.com/2016/10/08/como-alguem-se-torna-um-estudante-da-biblia/

    ResponderExcluir
  35. Eu me senti assim por 3 anos, me identifiquei muito. Vou ser dissociada.

    ResponderExcluir

Esse espaço é para um diálogo construtivo...agressões, palavrões ou mesmo ataques pessoais vão ser solenemente excluídos. Comentários que tem uma base de raciocínio e um desejo sincero para aprofundar sobre os temas citados serão muito bem recebidos e publicados. Seria interessante (não obrigatório)ao postar o usuário se identificar!