sábado, 3 de março de 2007

Nós somos simplesmente vítimas de uma Organização religiosa como as Testemunhas de Jeová, ou somos co-responsáveis por essas escolhas? Muitos de nós criticamos com ardor as táticas utilizadas pela Torre de Vigia para manipular seus adeptos (muito eficazes, vale ressaltar), mas num nível mais profundo, quantas vezes aquelas idéias nos eram agradáveis? Quantas vezes fazíamos algo que hoje repudiamos, mas que na época fazia todo um sentido para nossas vidas? Quantas vezes não defendemos com afinco questões sobre o sangue, dessassociação, repreensões, não associação com os de fora, obediência a Organização? Fizemos isso muitas vezes, e isso nos satisfazia e nos satisfez por um período de tempo.
Existe um filme chamado “Show de Trumann” onde o personagem principal está vivendo sua vida num grande cenário, onde todos os que estão em sua volta são atores e tudo está sendo transmitido ao vivo para milhões de pessoas, isto é, um grande show onde somente o ator principal (Truman) não sabe que tudo ao seu redor é ficção. Existe conscientemente por parte dos produtores do show a necessidade de criar bloqueios em Truman para que o mesmo não se aventure para o mundo afora ou então questione a realidade em que está vivendo, porque senão o show acaba. Ele tem traumas que vão desde medo intenso de água (que o impede de velejar), ou querer voar (tipo cartazes informando como é fácil cair um avião) e é bombardeado diariamente com a necessidade de nunca deixar aquele lugar em que mora e principalmente todos que fazem parte do seu círculo familiar e de amizades (todos atores, menos para Truman é claro) o impedem com desculpas e consideram suas idéias como tolice ou uma infantilidade.
Estou colocando esse filme como uma espécie de auto-retrato para ex-testemunhas de Jeová, pois assim como Truman tínhamos uma realidade que de muitas forma nos era dourada, era colocada como perfeita. Tudo se encaminhava para um final feliz e tínhamos uma Organização que cuidava de todos nós. O que nos fez então querer sair dessa segurança e questionar algo? O que nos motivou? Por que não nos motivou antes? Já vimos relatos que por diversas vezes muitos de nós tivemos acessos a material dito “apóstata” e nunca isso servia como abalo, pelo contrário, muitas vezes a nossa “fé” se fortalecia ainda mais por achar que o fim realmente estava próximo. Então o que mudou, foram às matérias ditas “apóstatas” ou nosso interior sofreu uma mudança e a partir daí essas matérias começaram a fazer sentido? Eu acredito que a segunda opção é mais viável, pois primeiro a mudança deve partir de nós, o que vem em seguida são subsídios que agrupamos para dar apoio a nossa decisão.
No filme Truman comenta com o seu “amigo” que quer mudar e diz: “Nunca te dá ansiedade? Um comichão?” Ele sente uma necessidade de mudar, lutar contra algo que ele mesmo não consegue explicar, mas que está ali, dentro do seu peito, algo quer despertar, mas em seguida seu amigo lhe pergunta como que num desafio: “Quando você vai?” Truman responde defensivamente:”Não é assim tão simples. É preciso dinheiro, planejar. Não posso ir de repente”. Observe que muitas vezes nós também colocamos obstáculos para nossos sonhos. Somos responsáveis também por nossa prisão mental. Isso é exposto de forma bem sucinta quando perguntam ao diretor geral do Show: “Por que acha que Truman nunca chegou perto de descobrir a natureza real do seu mundo falseado?” O diretor responde: “Aceitamos a realidade do mundo no qual estamos presentes. É muito simples. Ele pode sair quando quiser. Se tivesse mais que uma mera ambição, se estivesse realmente determinado a descobrir a verdade não haveria maneira de detê-lo. Truman prefere sua cela”.
O que pretendo expor aqui e acho que pode até ser motivo para uma polêmica, é que sim, a Torre de Vigia consegue ter um quase total controle de nossas vidas quando estamos dentro dessa Organização e seus métodos não diferem desses dos produtores do Show de Truman, pois tentam nos ocupar com várias reuniões na semana, congressos, pregações de casa em casa, leitura de revistas, diminuem o círculo de amizades com nossos parentes que não são Testemunhas de Jeová, nos aterrorizam com sinais de fim de mundo, nos monitoram com relatórios, um verdadeiro cerco. Tudo isso foram obstáculos que ex-testemunhas de Jeová superaram e me digam por que só depois de algum tempo resolveram mudar? Infelizmente é que anteriormente aquilo nos era proveitoso, tínhamos uma verdade pronta, acabada e quem não iria querer ter isso diante de um mundo tão misterioso e por vezes assustador? É Óbvio que iríamos lutar com unhas e dentes por essa “verdade” se alguém quisesse destruí-la. Por isso não funcionava as informações vindas de fora, seja de parentes nos alertando sobre nosso estranho comportamento, seja de ex-Testemunhas de Jeová com suas matérias impressas. A realidade é que não queríamos, não estávamos prontos para essa nova empreitada.
Essa nova jornada seria um afastar de um todo que nos era muito íntimo, pois podia implicar em nos afastarmos de pessoas queridas, de nos afastarmos de “privilégios” dentro da Organização, de passarmos a ser vistos como indecentes e traidores, de vermos outros membros de nossa família que são TJ’s sofrerem, enfim não tínhamos ainda o compromisso com nosso interior e o principal não tínhamos a coragem de ver que certas coisas não se encaixavam, mas tudo bem, são só erros bobos, ou seja, nos auto-enganávamos. Rasul comenta: “No entanto, cada um de nós, à medida que cedemos lugar à mentira, à medida que conferimos valor ao aparente, ao superficial, reforçamos e recriamos continuamente” essa realidade que dita os limites dentro dos quais devemos viver as nossas vidas. Somos tanto vítimas como responsáveis por nossa prisão.
Truman conseguiu dar um novo rumo a sua vida, ele conseguiu ter a coragem necessária para primeiro enfrentar a si mesmo e a seus medos, só assim ele conseguiu ir contra aquela realidade em que estava, e como isso é belo no ser humano, ele decidiu sair desse jogo das aparências e voltou-se para uma nova realidade. Duvidem, porém, que essa realidade nova seja um final feliz, pois nascer de novo requer muita luta e desapego, pois o novo traz consigo novas responsabilidades que não poderemos delegar para ninguém, ou seja, somos responsáveis por nossa estrada nessa vida e nosso guia não está mais em livros ou revistas, nosso guia está no nosso coração, na nossa ânsia de saber mais, de descobrir e de principalmente perguntar!


Categorias:

7 comentários:

  1. Pascoal, interessantíssimo a sua comparação de nossa vida dentro dos limites da Torre e o filme. O que me fez duvidar dos ensinos das TJ's foi uma pesquisa na Internet sobre o tópico Testemunhas de Jeová. Fui levado a muitas informações ditas apóstatas pelas TJ's. Este foi o início de longas pesquisas, o que me levou a afastar-me das TJs.

    ResponderExcluir
  2. João Lúcio, para mim a internet também foi a salvação! Fui pesquisar algo relacionado com a eximição do exército. Na minha época era de grande prejuízo para uma pessoa, já que envolvia a perda de título de eleitor e como consequência a não participação em concursos e cargos públicos! Eu quase pirei quando a VERDADE da Torre me foi exposta! Porém, estamos livres de certas amarras hoje em dia!

    ResponderExcluir
  3. PAscoal,

    Conforme postagem anterior(não tinha visto esse tema ainda), gostaria de salientar a importância do filma "A Vila", com as TJS.
    Esse filme demonstra comoacreditamos em algo que nos fazem acreditar, exatamente como num show de mágica, em que a verdade nunca é revelada.

    Rossana Souza

    ResponderExcluir
  4. vcs nem ao menos sabem exatamente o que esta falando..
    antes de criticar nao apenas olhem por "internet".. e sim atenda pelo menos uma vez na sua vida para vc sabe bem ao certo quem sao as Testemunhas de Jeova..prometo a voces que nao irao se arrenpender.. de apenas um chance.

    ResponderExcluir
  5. Assistir ao Filme e sou Ex-TJ (expulso). Gostei da comparação, inclusive antes de lê-la tinha pensado na associação entre os dois. Valeu bicho; aprecio a tua escrita; obrigado!

    ResponderExcluir
  6. sou EX TJ, e estou prestes a ser readimitido, mas não estou nem um pouco empougado, minha esposa ja estuda a biblia a Um ano, tenho um filho de 06 anos. OQUE DEVO FAZER?

    ResponderExcluir
  7. Os verdadeiros cristaos iam ser perseguidos,diz a biblia,e vcs comprovam isso!Abram a sua mente e deixem o orgulho de lado,e apenas ouçam,se vcs forem escolhidos entenderao e se nao continuarao nessa ignorancia q é d comparar uma religao q simplismente estuda a biblia e segue os passos de Cristo com filmes de historias fantasiosas,POR FAVOR PAREM DE SER INFANTISSS!!!

    ResponderExcluir

Esse espaço é para um diálogo construtivo...agressões, palavrões ou mesmo ataques pessoais vão ser solenemente excluídos. Comentários que tem uma base de raciocínio e um desejo sincero para aprofundar sobre os temas citados serão muito bem recebidos e publicados. Seria interessante (não obrigatório)ao postar o usuário se identificar!