terça-feira, 4 de agosto de 2009


Um colega meu certa vez citou: "Os desinformados sofrem com ou sem religião, pois a opressão social não escolhe métodos específicos. O que servir ideologicamente será usado".
Ele continuou: "Vamos deixá-los viver sua religião, pois assim sofrem menos? Depois de passarem o dia inteiro sendo explorados pelo capitalismo, no final do dia vão agradecer a Deus por estarem vivos e com saúde. Assim, estarão prontos para serem o burro de carga do capitalismo. Ora, é este o fardo leve do cristianismo? É melhor que sofram conscientes ou coniventes?"

Aí eu transporto isso tudo para a realidade da Torre de Vigia. Quando uma TJ decide sair, existe primeiro uma decepção com a VERDADE que ela achava ser segura e infalível. Quando sai perde suas referências tanto teóricas, como emocionais, pois não sabe mais em que acreditar, desconfia de tudo, quase todos ou senão todos os seus amigos são "perdidos" se afastam e muitas vezes lares são desfeitos por causa das doutrinas da Torre de Vigia. Eis o desafio para quem já saiu: que rumo tomo agora para minha vida?

É uma questão pessoal, e deve ser considerada e respeitada. Para que tal espiritualidade tenha respaldo, especialmente num sistema capitalista ferrenho, o indivíduo tem de se informar, não pode delegar sua vida e fé simplesmente na palavra de terceiros, mas sim no seu poder de observação, sua crítica e por fim, sua opinião, nunca porém estática, mas sempre disposta a ser posta à prova, pois a verdade não teme a mentira.
Desta forma, o maior legado que podemos dar aos outros é incentivá-los a exercer de fato seu livre arbítrio, sem modelos estabelecidos, mas a comprovação de fatos, o acesso à informação. Muitas Testemunhas de Jeová nos perguntam: "Se não é a Organização Verdadeira, aponte um caminho!?" Mal sabem eles que o caminho está mais dentro de si mesmos do que dentro do salão do reino. Para mim não cabe apontar o caminho, basta dar ao próximo uma lanterna!
Sou muito a favor do debate, da exposição de evidências, o choque de opiniões. Acho que aprendemos mais num bom debate do que em muitos "congressos" organizados pela Torre de Vigia.




Categorias:

10 comentários:

  1. Jesus disse que um cego nao poderia guiar um cego porque ambos cairiam numa cova, entao dizer q um debate é melhor q assistir a um congrsso das TJS é muito interessante se enquadra no q o apostolo Paulo disse: q o homem fisico só acredita n q vê mas o homem espiritual pesquisa todas as coisas é por isso q continuo a ser uma TJ dedicada á Jeová e espero q todos se arrependam e se voltem ao criador 2 pedro 3:9 diz q jeova nao se agrada nem na morte dum impio pois todos merecem uma chance vc caro amigo aceite o q as tjs tem a dizer mas os verdadeiros q nao se deixaram levar por satanas vestiram a armadura espiritual para se proteger de pessoas q nem vc q se morrer hoje ficará na misericordia de jeová

    ResponderExcluir
  2. Anônimo seu post está cheio de contradições. Ser uma pessoa espiritual não tem nada a ver de obedecer homens americanos (interessante só ter americanos para mandarem em tudo não?). Pesquisar é algo que os bereanos faziam: é pôr a prova! Você já pôs a prova suas idéias? Tem receio? Tem medo de ser pecado? Pesquise mais e veja de onde vem esse medo, essa repressão. Uma coisa te digo: de Deus não vem!

    ResponderExcluir
  3. Olá, acabo de chegar aqui, mas posso adiantar-lhes que TJ é uma seita horrenda. Foram 20 anos de experiências! Abraço a todos!

    ResponderExcluir
  4. "o homem fisico só acredita n q vê mas o homem espiritual pesquisa todas as coisas é por isso q continuo a ser uma TJ dedicada á Jeová" Olha Anônimo, vc deve pesquisar todas as coisas, não se prenda as revistas Sentinela e Despertai, leia a Bíblia sem precisar da gráfica Torre de Vigia e vc verá o quanto vc está sendo enganado. Vc não enxerga isso porque o Corpo Governante da Torre proíbe que as Tejotas leiam outras fontes que não sai do parque gráfico deles. E o pior é que vcs prestam serviço escravo prá esses americanos ficarem mais ricos às custas de pessoas como vc.

    ResponderExcluir
  5. publicaram um ducumenterio falando das testemunhas de jeova citaram uma lei do artigo 1 mais sera que vcs todos seguem esses direitos,ser testemunha de jeova não é obrigatorio ninguem e forçado a nada isso é uma questão de escolha,escutei duas testemunha de jeova falando -todos aqueles que são contra nois viraram e tentarão nois atacar mais não vamos se abalar pois deus esta com agente e isso vai ser aproximadamamente no final do nosso tempo aqui
    faiz uns 4 anos isso e agora vejo que eles tem razão disso
    tem gente que nem sabe o nome de deus tem gente que interpreta a blibia de um jeito mais so vi as testemunhas de jeova interpletando de um jeito certo sou apenas uma adolescente de 15 anos mais aprendi muito esses tempo não sou testemunha de jeova todos falam que eu vim na terra pra um motivo especial e agora eu vejo que eu preciso ajudar todos aqueles que estao ao meu redor acho que eles fazem certo pois tudo o que ta na blibia eles fazem corretamente coisa que eu nunca vi em nenhum oputro lugar pois vcs falam das testemunhas de jeova e essas iglejas roubando o dinheiro de todos os nossos irmãos igigindo dinheiro na caixinha vcs que vivem falando mal das testemunhas de jeova devem se preocuparem com vcs e com quem vcs estao sera que e com deus ??? vcs precisam crescer pois sou uma criança e sou mais adulta que vcs muito obrigado vcs sao de livres escolhas!!!!!!1

    ResponderExcluir
  6. Para a Anônima de 15 anos: ninguém está atacando Deus. Perceba que Torre de Vigia não é Deus. Você disse que a 4 anos atrás ouviu 2 TJs falando sobre perseguição não foi? Você tinha 11 anos então. Muito nova para pensar nisso não?
    Direito de crer é uma coisa e todos têm, mas quando a crença é discriminatória a Lei de Deus e dos homens condena ok?

    ResponderExcluir
  7. Meus caros amigos
    Certo dia vi um documentário com o titulo:
    "O exodo das sardinhas"
    Na Biblia tem um texto que diz:
    "Observa os animais e eles te ensinarão."
    A historia era dramatica
    As sardinhas fugiam em cardume aos milhares por causa de sismo no mar.
    Elas estavam tao unidas que nao existia predador que as fizesse desunir.
    Vinham os tubarões e engoliam dezenas e o cardume era obrigado a desfazer-se, mas em poucos segundos elas voltavam a unir-se.

    Vinham aves anfibias e mergulhavam e de novo se desfazia o cardume. O mesmo acontecia com os golfinhos que também se alimentavam delas.

    A cada instante o cardume se desunia para imediatamente elas se voltarem a juntar. Nao sei onde iam buscar tanta energia para se refazerem dos ataques e seguirem o seu percurso como um so povo que nao consegue prosseguir o seu caminho sem a presença do vizinho.

    As pessoas pensam que os cardumes estão a ser comandados por um peixe lider. Mas nao, estão apenas a reagir ao que o peixe mais próximo deles faz. A sua reacçao é tao rápida que parece fazerem tudo ao mesmo tempo.

    Por isso digo-vos não se pode desmenbrar um povo que o seu habito é seguir como grupo. Se um peixe sai do cardume para seguir o seu próprio rumo é um peixe desnaturado.

    Tive pena das pobres sardinhas que eram presas fáceis dos predadores precisamente por quererem estar unidas. É da sua propria natureza por muito que sofram com os predadores elas nao conhecem outro modo de viver.

    Assim sao as Testemunhas de Jeová. Os que saem nao fiquem indignados formem os seus próprio grupos, podiamos até formar um povo de milhares pois sao mais os que já estao cá fora. A sofrer sozinhos.

    Mas por favor deixem estar os pobres coitados como eles querem. Qualquer guerra de palavras é contraproducente. Ninguém os vai tirar de lá só porque os de fora falam!

    E se nos ocupassemos a falar as bençoes que Deus nos tem dado depois de termos saido? Esqueçam essa organização se realmente nao querem para lá voltar. Ou formemos uma melhor que aquela. Pelos vistos nao estamos a ser capaz. Falem contra as acçoes mas nao mencionem pessoas nem organizaçoes!

    Eu estive lá e sai porque quis e nao os esqueci, mas também nao os odeio pois sei o quanto os amava. Eles foram meus irmaos e ainda sinto pena tanto dos que estao fora como dentro.
    Somos todos sardinhas em exodo e fartos de predadores e sem um lider espiritual pois continuamos a fazer mal uns aos outros.

    Quem tiver uma boa ideia entao que a manifeste e onde estiver mais que um com uma soluçao iquitativa Deus está no seu meio para ajudar. Como é vamos trabalhar com um guia divino ou a continuar a dilacerar-nos uns aos outros?

    Luzcompasso@hotmail.com
    http://luz-sibilina.blogspot.com/
    http://pioneirosdodialogo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Pedro disse a Jesus "Pra onde eu irei? Se só tu, Senhor, tem palavras de vida eterna ! Portanto,corajosos recém-saídos da organização; "Não se preocupem com religião, pois NENHUMA organização é responsável pela sua salvação, se não vc mesmo.Portanto, ao sair,procure se refugiar na bíblia,com aquela liberdade que antes vc não tinha e dentro da bíblia, vc verá que Jesus NÃO designou que deveríamos estar debaixo de uma organização para que fôssemos salvos, e sim, devríamos quardar seus mandamentos! Muitas TJ ao saírem, ficam como "ovelhas sem rumo" devido o costume de sempre comer revistas pensando estar bem alimentadas, mas quando vc mesmo abre a bíblia e começa a alimentar de alimento que é puro e verdadeiro, logo verá que a verdade está em Jesus Cristo e não na organização.Não corra atrás de religião perfeita pra se apoiar e sim, cora atrás de verdades bíblicas para seus alimento diário, pois nenhuma igreja ou organização estará diante de Deus no dia do julgamento para te justificar! A Torre de Vigia se apresenta como plataforma para a vida de muitos que nela deposita sua confiança, mas ao descobrirem que estão enganados, sentem -se como se lhe tivesse tirado o chão... e ficam pasmadas, mas para qualquer dúvidas e esclarecimentos, ajuda espiritual, acesse meu e-mail : uaieiou@gmail.com.
    Um abraço a todos!

    ResponderExcluir
  9. Prezados, eu saí e não tive maiores problemas, claro que todos os "irmãos" te isolam, apenas minha filha e uma tia e uma prima continuaram a amizade e o afeto normalmente.
    Sabia que os "irmãos" e logicamente a Sociedade estavam errados por agirem assim então seguí com a minha vida, tinha muita amizade no ambiente de trabalho, fiz outras tantas, esquecí rapidinho e olhe que foram 14 anos, mas, sou assim, não me apego muito as coisas e só prezo os que me prezam.
    Rompí com convicção, não tem arrependimento, apenas compaixão pelos que ficaram. Tão cegos e ao mesmo tempo vaidosos. Jeová levará em conta que são enganados, eu acho, afinal o pior cego é aquele que não quer ver. Definitivamente, eles não querem.

    ResponderExcluir
  10. Caro amigo,

    Entendo que seja difícil recomeçar, principalmente quando acreditamos que no passado éramos os "donos da Verdade", entendo perfeitamente isto, também pertenci a uma "seita evangélica" como a das TJ's, foi difícil me adaptar a outra denominação evangélica, mas precisava, afinal, nunca deixei de crêr no Senhor Jesus. Hoje, tenho a total convicção N'Ele e não em denominações... é muito bom, quando temos esta certeza - a da Verdade que encontra-se apenas em Cristo e não nas religiões! Hoje sou bem mais crítico, questiono muitas coisas, tenho a liberdade de duvidar e não me sentir mais "culpado" por isto e a felicidade de saber e sentir que Jesus está em minha vida e não a religião! Fico muito triste em ver outros "irmãos" da antiga denominação que frequentava, parados, destruidos porque não lutaram contra a religiosidade e agora encontram-se em situações precárias, porque embora afastados da antiga denominação, trazem consigo o peso da "culpa", destilada por ela durante todo o tempo em que permaneceram lá. É... infelizmente para alguns não tem meio termo: ou a antiga denominação ou o inferno... Graças a Deus que comigo foi diferente, hoje me sinto verdadeiramente liberto pelo Evangelho de Cristo, pelo conhecimento desta Verdade e não das seitas ou religiões!

    Que Deus os abençõem!

    Eliseu

    ResponderExcluir

Esse espaço é para um diálogo construtivo...agressões, palavrões ou mesmo ataques pessoais vão ser solenemente excluídos. Comentários que tem uma base de raciocínio e um desejo sincero para aprofundar sobre os temas citados serão muito bem recebidos e publicados. Seria interessante (não obrigatório)ao postar o usuário se identificar!