quarta-feira, 15 de junho de 2011



No programa do Jô, o escritor Fábio Marton divulgava o lançamento do seu livro “Ímpio: O Evangelho de um Ateu”, e citou equivocadamente que atualmente, as Testemunhas de Jeová não aceitavam transplantes de órgãos. Como agimos de forma honesta e tendo um compromisso com a verdade, já havia sinalizado para esse erro no texto que fiz no dia 04/06/2011 e que podem conferir no link abaixo:

O autor fez uma retratação pública de seu engano no seu site. Segue o texto de Fábio Marton em VERMELHO:

Jô Soares levantou a questão sobre religiões que proíbem o transplante de órgãos, eu dei nome aos bois e falei dos Testemunhas de Jeová. Em verdade, eu sabia vagamente sobre essa parte de transplantes, mas tinha certeza a respeito de transfusões de sangue.
Vamos corrigir isso publicamente. Até onde pude avaliar, hoje em dia os Testemunhas de Jeová permitem e incentivam transplantes de órgãos, mas continuam a ser contra transfusões de sangue, o que tentam remediar com procedimentos cirúrgicos especiais, recolhendo o sangue do próprio paciente ou tratamento do sangue na transfusão de forma que ele não seja simplesmente sangue integral. Imagino que os procedimentos especiais podem até ser benéficos para a medicina, com conhecimentos novos que podem melhorar cirurgias em outros pacientes, mas continuo sem saber o que fazem em caso de acidentes com hemorragia, e também continuo sem saber o que fazem quando a vítima é criança nesses casos.
Houve um dia em que a igreja proibiu transplantes. Em 1967, a revista Sentinela se manifestou veementemente contra, considerando transplantes como uma forma de canibalismo. Mas essa postura foi revertida em 1980, na própria revista.
Assim, estou retirando e me retratando publicamente pelo comentário indevido, mantendo o que foi dito sobre transfusões de sangue. Continuo, como sempre, a manter todos meus argumentos contra a religião em geral, mas nunca irei fazer isso com alegações não factuais.
http://impio.com.br/2011/06/08/uma-retratacao-a-respeito-das-testemunhas-de-jeova/#comments

Nosso Blog, porém, não podia deixar de alertar para mais uma falta de honestidade da Torre de Vigia. Como podemos notar, o texto de Fábio Marton, cita APENAS duas datas (1967 e 1980) como fosse algo linear, ou seja, proibiu em 1967 e liberou em 1980. Fiz um comentário em seu site, onde foi publicado minhas revelações sobre esse caso e o link do texto que comprova que existiram mais datas. Meu comentário está publicado lá da seguinte forma:


Fábio fui Testemunha de Jeová por mais de 15 anos e hoje faço parte de um movimento de ex-Testemunhas de Jeová que denunciam os fanatismos e as perseguições que são submetidos ex-membros dessa denominação religiosa.
Você se equivocou com relação ao transplante, porém não foi tanto assim não. As Testemunhas de Jeová já liberaram e proibiram o transplante algumas vezes, numa verdadeira inda e vinda de revelações que ocasionou muitas mortes de adeptos. O artigo completo sobre essa questão (documentado com publicações das TJs) está no meu Blog como outros assuntos. O link específico sobre a liberação e proibição dos transplantes está nesse link:

http://extestemunhasdejeova.blogspot.com/2007/03/transplantes-de-rgos-e-testemunhas-de.html


0 comentários:

Postar um comentário

Esse espaço é para um diálogo construtivo...agressões, palavrões ou mesmo ataques pessoais vão ser solenemente excluídos. Comentários que tem uma base de raciocínio e um desejo sincero para aprofundar sobre os temas citados serão muito bem recebidos e publicados. Seria interessante (não obrigatório)ao postar o usuário se identificar!